Condições das estradas e o custo do frete

Artigos

condições das estradas

Escrito por Ana Beatriz

Data: 24/01/2017

As condições das estradas nas quais o caminhão que irá transportar a sua carga irá rodar é de suma importância na hora da elaboração do preço do frete. Essa variável impacta em questões desde a manutenção posterior do veículo, consumo de diesel e até o prazo de conclusão do serviço.

Para que isso não impacte nos ganhos de sua empresa, você deve conhecer algumas informações relevantes sobre as condições das estradas.

Mais da metade das estradas tem problemas

Em outubro deste ano a Confederação Nacional do Transporte (CNT) apresentou sua pesquisa anual sobre a condição das estradas. O estudo de 2016 avaliou mais de 103 mil quilômetros de estradas e dentre elas 58,2% – o equivalente a 60.165 quilômetros apresenta algum problema e são consideradas em estado péssimo, ruim ou regular.

O percentual de rodovias com problemas é maior do que verificado na pesquisa anterior, de 2015. No ano passado, 57,3% apresentavam algum tipo de deficiência, seja de pavimentação, sinalização ou geometria da via. O crescimento foi identificado naquelas que são consideradas ruins: eram 16,1% em 2015 e, neste ano, 17,3%.

Condições das estradas podem dobrar custo do frete

Na mesma pesquisa é apresentado como a má qualidade das condições das estradas aumenta o custo operacional do transporte. Em média, quando um caminhão roda em uma via de qualidade ruim, o valor aumenta em 24,9%. Já quando se trafega por estradas em condições péssimas o valor quase dobra chegando a 91,5% de diferença.

Se as condições das estradas fossem boas ou ótimas o Brasil deixaria de gastar R$ 2,34 bilhões ao ano, somente com o diesel usado nos veículos, o que equivale a uma economia de 774,88 milhões de litros.

Pontos com condições extremas cresceu

Muitas estradas brasileiras possuem trechos com buracos grandes, quedas de barreiras, pontes caídas e erosões. Elas podem ser o resultado de um planejamento ruim ou interferência da natureza. Entre 2015 e 2016 o número desses pontos com condição extrema subiram mais de 26%, saltando de 327 para 414.

Estradas com essas interferências podem impactar no prazo da entrega, por exemplo, imagine que o caminhão fique parado por causa de uma via interditada ou tenha que buscar uma rota alternativa. Sem dúvida isso vai aumentar a quilometragem da viagem e os custos também.

Brasil é lanterna em pavimentação

Somente 12,6% das estradas brasileiras são pavimentadas, isso coloca o Brasil na lanterna se comparado aos demais países integrantes do G20. A frente dele está o México com 36,1%, uma diferença três vezes maior. Países de grande extensão territorial, como China (79,2%), Rússia (79%), Estados Unidos (67,2%) ta
mbém estão em posições melhores. Uma curiosidade é que sete países da Europa têm suas vias totalmente pavim
entadas.

O custo operacional de um caminhão aumenta 56% quando se passa de uma via pavimentada para uma simples estrada não pavimentada. A má qualidade do pavimento, ao afetar
diretamente o conforto e a segurança, diminui também a durabilidade dos componentes veiculares.

Além disso, aumenta consideravelmente o tempo de viagem e o consumo desnecessário de combustível.

Redução de velocidade aumenta sinistros

Em quase 5% das vias, as condições das estradas obrigam os motoristas a reduzir a velocidade em que trafegam. Isso faz com que esses trechos sejam mais vulneráveis a roubos. Isso impacta diretamente no valor do seguro sobre a carga, já que se colocará a mercadoria em risco.

Caso uma carga seja roubada, isso pode marcar negativamente sua empresa, motorista e parceiros, fazendo com que alguns empecilhos existam no futuro. Além, claro, das questões jurídicas e que podem desencadear problemas ainda maiores.

Planejamento e conhecimento para traçar rotas

Nós já apresentamos aqui no blog sobre como realizar um planejamento prévio e buscar informações como: origem, destino, tipos de carga, caminhão, prazo de entrega e outros, ajuda para garantir maior assertividade no momento do transporte. Esses dados permitem que um plano de viabilidade correto seja estruturado e que, se necessário, desvios sejam feitos para garantir a melhor rota e prazo. As condições das estradas devem ser adicionadas a esse levantamento.

Para as transportadoras possuir essas informações é um trunfo importantíssimo no momento de conquistar novos clientes e vender seus serviços. Já para os embarcadores ter isso em mãos ajuda na hora de negociar o valor do frete.

Tecnologia deve ser a base das informações

Atualmente, existem diversos meios de saber as condições das estradas, além dos veículos de mídia locais, o uso de GPS e geolocalização auxiliam para saber as rotas mais rápidas e que irão garantir uma viagem mais segura e tranquila. Novamente frisamos que a tecnologia é uma grande aliada!

Lembre-se que um acompanhamento em tempo real de seu frete é de grande valor. Isso te dará o suporte necessário na hora da tomada de decisões ou de manter o plano definido.

Você já foi surpreendido com as condições das estradas? Já teve algum problema por causa disso? Conte pra gente ai nos comentários, queremos ouvir suas experiências.

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: