cabotagem
Transporte

Você sabe mesmo o que é cabotagem?

Você provavelmente já ouviu ou viu o termo cabotagem em algum assunto relacionado ao transporte de cargas. Porém, se ainda não conhece, não há motivos para se assustar, já que essa forma de envio ainda é pouco conhecida no Brasil e ainda não recebe a devida atenção — apesar das vantagens que ela pode oferecer para diversos envolvidos em uma cadeia logística.

Pensando nisso, resolvemos elaborar o artigo de hoje e explicar melhor o conceito. Aqui você verá como essa operação funciona e de que forma ela pode contribuir para que as organizações se beneficiem e tornem as operações mais eficientes. Continue com a leitura para saber mais!

O que é cabotagem, afinal?

A cabotagem é o transporte feito entre os portos de um mesmo país — diferentemente da navegação que é realizada entre países. Graças à extensa costa navegável que o nosso país possui, esse é considerado um modal bastante promissor e mais vantajoso que o rodoviário e o ferroviário.

Como ela funciona?

Ela ocorre no mar, mas também pode ter parte do percurso realizado em rios ou lagos — como seria o caso de um transporte feito do porto de Salvador até o porto de Manaus. O foco principal é o envio de cargas realizado entre portos do mesmo país.

A cabotagem apresenta diversas vantagens para empresas, parceiros de negócios, para os clientes e até mesmo para a sociedade em geral — visto que ajudaria a desafogar as rodovias. Entretanto, apesar disso, ainda enfrenta alguns desafios para que se desenvolva e alcance todo o seu potencial.

O principal deles é a legislação, que, além de promover a mesma burocracia para cargas vindas do exterior, só permite que a cabotagem seja realizada com navios que possuam a bandeira brasileira — que, por outro lado, possui uma frota mais velha e limitada.

Como ela ajuda a garantir bons resultados?

Como dito, a cabotagem pode promover algumas vantagens para as empresas e outros envolvidos na cadeia de suprimentos e, como consequência, traz resultados mais satisfatórios. Confira algumas de suas vantagens a seguir.

Economia no custo de transporte

Estima-se que a cabotagem ofereça um custo de frete até 30% inferior, se comparada ao gasto de envio pelo modal rodoviário. Na prática, isso representa produtos mais baratos para os clientes, aumento da lucratividade e da competitividade para as empresas. Isso quer dizer que, ao reduzir os custos com transporte (que representa uma das maiores contas em um negócio), é possível melhorar o posicionamento diante dos concorrentes e, a partir disso, projetar-se melhor no mercado.

Porém, vale lembrar que esse modal costuma ter prazos mais longos para a liberação das cargas, principalmente graças à burocracia referente ao desembaraço e à liberação das cargas nos portos. Logo, se a janela para o recebimento for grande, vale a pena contar com essa opção para fazer o envio das cargas e ainda cumprir com a data que foi acordada com os parceiros de negócios e os clientes.

Menor risco de furto, extravios e outras ocorrências

O risco de haver furtos, roubos, extravios e outras ocorrências do tipo é consideravelmente menor se compararmos a cabotagem às condições do modal rodoviário — em agosto de 2017, em São Paulo, por exemplo, o aumento na incidência do roubo de cargas cresceu cerca de 10% e subiu para 1.012 registros.

Com isso, as empresas conseguem reduzir os prejuízos decorrentes dessas ações — que envolvem o custo do produto, o envio de um novo item e o transporte para entregá-lo ao cliente — e direcionar a economia para novos investimentos no core business ou em melhorias nos processos.

Capacidade de transportar grandes volumes

Outra grande vantagem que podemos citar da cabotagem é a sua capacidade de transportar grandes volumes. Com os espaços disponíveis em um navio, seria possível enviar muitas cargas de uma só vez, o que contribuiria para economizar no envio de remessas. No modal rodoviário isso não é possível devido a vários fatores, como a capacidade de peso e espaço dos veículos e a restrição de grandes caminhões em grandes centros urbanos.

Portanto, se o caso for de enviar de um centro de distribuição para outro, a cabotagem pode ser uma excelente opção para fazer um abastecimento considerável de uma só vez.

Grande extensão navegável

O Brasil possui cerca de 8 mil quilômetros de costa navegável, além de mais de 40 mil quilômetros de vias (entre rios e lagos) que têm potencial para a navegação. O país conta com mais de 30 portos espalhados da região sul até a região norte.

Isso quer dizer que seria possível enviar uma carga de uma ponta a outra do país pelo mesmo modal, proporcionando maior alcance das entregas e, ainda, aproveitar a economia que a cabotagem oferece — o que se converte em eficiência operacional.

Além disso, se as empresas exploram melhor o potencial da cabotagem, desafoga-se as estradas, tornando-as mais seguras para todos (benefício que contempla o aspecto social) e diminuindo a necessidade de aplicação dos recursos públicos na manutenção das rodovias.

Menor impacto ambiental

A cabotagem é um dos modais que geram menos poluição para o meio ambiente, principalmente quando comparada aos modais rodoviário (que gera uma das maiores taxas de CO2) e ferroviário.

Com o conceito de sustentabilidade em alta, investir em soluções que ajudem a diminuir os danos causados é uma forma de melhorar a imagem da empresa no mercado e atrair um público maior — principalmente as pessoas que estão preocupadas com os impactos ambientais e usam esse fator como tomada de decisão para fazer, ou não, negócios com determinada organização.

Como se vê, a cabotagem se mostra uma boa opção para o envio de cargas e é mais viável que outros modais em diversos aspectos. Contudo, ainda é preciso vencer as barreiras da falta de investimento no setor e de conhecimento por parte das empresas, que podem contar com esse recurso para otimizar as operações.

Gostou deste post? Compartilhe-o em suas redes sociais e leve conhecimento para mais pessoas! Quem sabe daqui a um tempo não vemos o modal crescer e superar os desafios?

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Artigos relacionados

Mais
transporte

O papel da tecnologia em transporte de cargas

Investir em um fluxo de operações mais ágil, eficiente e com custos reduzidos é uma prioridade para qualquer empresa hoje […]

Categoria: Transporte
Mais
tipos de cargas

Os 6 tipos de cargas mais frequentes nas rodovias brasileiras

O transporte rodoviário é um dos mais relevantes para a economia brasileira e, diariamente, vários tipos de cargas circulam por […]

Categoria: Transporte
Mais
modais de transporte

Conheça os principais tipos de modais de transporte de cargas

Existem diversos meios de enviar produtos de um lugar para o outro, além do transporte rodoviário — o mais comum e mais […]

Categoria: Transporte
Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também

Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também