Veja-como-a-logística-inbound-pode-ajudar-na-sua-empresa
Logística

Veja como a logística inbound pode ajudar na sua empresa

Compor uma cadeia de suprimentos eficiente e condizente com o nível de exigência do mercado é um dos grandes desafios dos gerentes logísticos. Afinal, lidar com uma grande quantidade de tarefas de forma orquestrada e ágil requer metodologias eficientes e soluções próprias, capazes de sistematizar as tarefas e garantir a correta manutenção do setor. Nesse contexto, um dos pontos mais relevantes para o sucesso operacional do setor está na gestão eficaz da chamada logística inbound.

Esse é o conceito responsável por garantir que os processos de abastecimento da companhia estejam em conformidade com as suas demandas, garantindo a fluidez dos trabalhos.

Nos próximos tópicos, abordaremos esse tema mais a fundo, mostrando o que é a logística inbound e como ela pode garantir a excelência operacional do setor na sua empresa. Continue a leitura e fique por dentro desse assunto!

Logística inbound: o que é?

De maneira direta, a logística inbound diz respeito ao controle de fluxo de materiais e mercadorias advindos de diferentes pontos até a sua empresa. Pode-se dizer, então, que o conceito cuida dos processos envolvidos no fornecimento de matéria-prima e insumos, desde o momento em que deixam os pátios dos fornecedores até a chegada no depósito da companhia.

Em outras palavras, a logística inbound é o conjunto de atividades que cuida da entrada de bens e serviços na sua empresa — ou seja, são os processos focados no transporte, armazenamento e entrega dos produtos necessários para nutrir a sua cadeia logística.

Por exemplo, uma loja de eletrodomésticos varejista precisa compor o seu estoque com produtos que ela não fabrica, de modo que depende dos seus fornecedores para garantir a disponibilidade dos eletrodomésticos para o cliente.

Assim, toda a fase de negociação com esses fornecedores, bem como a definição dos processos, quantidade de mercadorias, prazos etc., é de responsabilidade da logística inbound.

Quais as principais funções dessa logística?

Agora que já conhecemos o conceito, fica mais fácil adentramos nas funções da logística inbound. Vale mencionar que muitas delas são reflexo do seu próprio significado, conforme já mencionamos. Ainda assim, é preciso pontuar alguns aspectos. Listamos as principais funções a seguir. Acompanhe!

Processamento de informações do seu fluxo de materiais

Aqui, há um verdadeiro controle sobre a demanda de materiais no estoque da empresa, o que permite aos gestores visualizar as necessidades, garantindo a disponibilidade de tudo o que é necessário na produção.

Recebimento e descarga da matéria-prima

Além de operacionalizar a parte burocrática da relação com os fornecedores (negociações e fechamento de contratos), os processos de logística inbound abarcam o recebimento das mercadorias na empresa e o seu correto armazenamento, conforme a necessidade da produção. Essa é uma atividade estratégica, já que evita deslocamentos desnecessários dentro dos armazéns, por exemplo, minimizando gastos e desperdício de tempo.

Avaliação da eficiência da produção

Como envolve uma visão holística do processo produtivo, é função da inbound avaliar a qualidade da produção, considerando produtividade e, principalmente, qualidade dos processos produtivos. Por meio de indicadores próprios, essa avaliação é otimizada e reforça ainda mais o sucesso do negócio.

Retorno das embalagens

Tão importante quanto garantir que as matérias-primas cheguem à empresa de forma regular é assegurar que as embalagens utilizadas no transporte retornarão ao fornecedor para que sejam novamente utilizadas. Essa também é uma tarefa estratégica, pois qualquer atraso pode prejudicar o fluxo de fornecimento pela falta das embalagens.

Por que utilizar a logística inbound?

A partir do conceito fornecido anteriormente, já é possível perceber que a logística inbound é um dos braços mais importantes desse setor. Isso porque, para que a sua empresa consiga manter um fluxo logístico consistente, é essencial que os produtos e mercadorias necessárias cheguem ao depósito a tempo.

Nesse contexto, podemos eleger os seguintes pontos para comprovar a importância desse conceito para a sua companhia!

Uma produção contínua e organizada depende de matéria-prima

Indústrias que dependem de insumos e matéria-prima para produzir, invariavelmente, têm que manter uma boa relação com os seus fornecedores, para não sofrerem com uma produção deficitária. A importância do conceito em questão está exatamente em garantir esse fluxo comunicativo e a parceria, viabilizando a entrega dos insumos na quantidade e qualidade necessárias, bem como nos prazos estabelecidos.

A eficiência na relação empresa/fornecedor é o que permite não só a continuidade das operações, mas o equilíbrio nos estoques, evitando, por exemplo, que uma companhia seja obrigada a manter grandes armazéns para suprir suas demandas.

Com uma logística inbound bem escalada, as matérias-primas e insumos chegam à empresa em fluxo contínuo e rígido, bem próximo do momento de serem utilizadas na produção — materializando o conhecido conceito just in time.

O cumprimento dos prazos é vital para a empresa

Outro ponto que demonstra a relevância da logística inbound é o seu reforço no cumprimento de prazos. As empresas que operam com base nesse conceito conseguem organizar de forma muito mais confiável o fluxo logístico, de modo que a previsibilidade de prazos é muito maior e a ocorrência de falhas e atrasos é reduzida.

O fato é que, como toda a cadeia de fornecimento é gerenciada, os gestores têm total controle das mercadorias desde o momento em que elas deixam os fornecedores e se deslocam em direção à empresa. Somado aos processos internos, todo esse controle permite manter o fluxo produtivo sempre constante.

Como reflexo disso, o consumidor final também é beneficiado, pois, se a sua empresa produz no tempo adequado e em quantidade suficiente, a disponibilidade de produtos é sempre mantida e as entregas aos seus clientes podem seguir o cronograma mais confiável, livre de atrasos e erros.

Qual a diferença entre a logística inbound e outbound?

Quando se fala em logística inbound, outro conceito costuma vir à tona: o de logística outbound. Para que você entenda a diferença entre esses dois conceitos, é fundamental que você saiba do que cada um deles se trata. Como já falamos da logística inbound, nos resta explicar melhor sobre a outbound. E é exatamente isso que faremos adiante. Siga a leitura!

Logística outbound

Esse conceito pode ser compreendido como todas as atividades logísticas relacionadas ao pós-produção. Explicamos: depois que a sua empresa recebe os materiais e insumos necessários para nutrir as operações internas de produção, se encerra o processo produtivo e tem início uma outra etapa extremamente importante: a entrega.

Sendo assim, a logística outbound faz a ponte entre a empresa e o consumidor. Isto é, o caminho que a mercadoria faz do momento em que sai do pátio da companhia até a porta do cliente.

Nesse contexto, estamos falando de uma série de processos estratégicos e altamente relevantes para o sucesso de qualquer empresa, além de serem determinantes para a satisfação do consumidor final. A exemplo, podemos citar:

  • planejamento de rotas;
  • distribuição e movimentação de cargas;
  • realocação de produtos para os centros de distribuição, organizando o processo de distribuição pelo território;
  • contratação de transportadoras e operadores logísticos, operacionalizando o transporte de acordo com o destino, prazo e tipo de remessa;
  • monitoramento das cargas durante todo o percurso e estágio pelas quais passam até chegar ao cliente.

Outbound x Inbound

Feita essa conceituação, agora, já temos subsídio informativo suficiente para entender as diferenças entre logística inbound e a logística outbound. Inicialmente, o ponto de distinção mais marcante entre esses dois conceitos tem relação com os atores envolvidos nos processos.

Enquanto na logística inbound, o foco das operações está nas demandas da empresa, ou seja, nas suas necessidades internas para operar em conformidade, mantendo o estoque em níveis adequados e uma produtividade satisfatória, na logística outbound, o foco é o cliente.

Em outras palavras, o outbound trabalha com as demandas dos consumidores, distribuindo as mercadorias pelos pontos ideais, mantendo a disponibilidade dos produtos, os prazos de entrega etc. De maneira geral, o outbound se preocupa com o sucesso das entregas, até porque, devido às suas características, está muito mais suscetível de interferir na percepção do cliente, tanto positiva quanto negativamente.

Apesar da relação mais próxima com o consumidor, não se pode dizer que o outbound é mais importante que o inbound. Como se pode perceber, ambos os conceitos são essenciais para o funcionamento da empresa, e a ocorrências de falhas e inconsistências em qualquer deles pode prejudicar toda a cadeia logística.

Por que é importante diferenciar esses conceitos?

Como dito no tópico anterior, ambos os conceitos são pilares para o bom desenvolvimento das atividades da empresa. Contudo, por estarem relacionados a pontos diferentes da cadeia logística, é muito importante que o gestor saiba diferenciá-los, até para que possa gerir cada um deles de maneira adequada.

Como se sabe, atualmente, a gestão de qualquer negócio é baseada em dados concretos e no uso de indicadores. Nesse sentido, nada mais estratégico do que saber quais indicadores acompanhar em cada etapa do processo produtivo, o que envolve saber diferenciar logística inbound de logística outbound.

Para facilitar esse processo, esquematizamos a seguir os pontos mais importantes que distinguem os conceitos e ajudarão você a visualizá-los da maneira correta:

Pontos de distinção úteisLogística InboundLogística Outbound
ConceitoÉ a circulação de matérias-primas e insumos dos fornecedores até a empresa que os utilizará no processo produtivo.É a circulação de produtos da empresa até o consumidor final. Isto é, após finalizado todo o processo de produção.
Tem relação comSupply chain e atendimento às demandas do negócio.Atendimento às demandas de distribuição e dos clientes.
Tem seu foco naManutenção das operações internas.Movimentação dos produtos finalizados até seus destinatários.
Garante a interaçãoEntre fornecedores e empresaEntre empresa e cliente final.

Como esse modelo pode impactar os negócios?

De modo geral, tudo aquilo que é capaz de melhorar a qualidade dos processos e a sua organização acaba impactando positivamente os resultados da empresa. Ao se tratar de logística inbound, o raciocínio segue pelo mesmo caminho.

Os pontos citados nos tópicos anteriores — manutenção da cadeia produtiva e cumprimento dos prazos — são exemplos de como o modelo inbound pode impactar positivamente a sua empresa. Mas eles não são os únicos, como se confirma adiante.

Giro de estoque mais eficiente

A maior organização trazida pelo modelo ajuda os gestores a administrarem com mais tranquilidade os estoques da empresa, pois não precisam se preocupar tanto com a quantidade de insumos e matéria-prima, visto que a chegada desses componentes acontece de forma recorrente e de acordo com um cronograma.

Assim, o giro de estoque acaba sendo mais ágil, pois as mercadorias têm que ficar menos tempo armazenadas aguardando a utilização. Nesse ponto, percebe-se também um outro impacto positivo: a redução nos custos de armazenamento — sobre o qual falaremos mais adiante.

Diferencial competitivo valioso

mercado consumidor atual é extremamente exigente e intransigente — isso é fato. Por isso, imprimir rotinas capazes de melhorar a qualidade da logística da sua empresa é, sem dúvida, um ponto importante para o sucesso da companhia — especialmente, em razão do grande impacto que a logística representa sobre a satisfação do cliente.

Dessa forma, investir no aprimoramento da logística inbound é, de certa forma, investir em um valioso diferencial competitivo, capaz de elevar a reputação da empresa a uma posição de destaque no mercado.

Isso porque, como bem vimos, a logística inbound é uma das bases da outbound. Assim, o sucesso daquela é determinante para o sucesso desta. Em outras palavras, se as operações internas da empresa fluem de maneira eficiente, a produção se mantém otimizada. Isso permite que os produtos sejam encaminhados ao consumidor sem interrupções, atrasos e outros problemas.

Redução de custos operacionais

Como dito, o modelo logístico em questão proporciona aos gestores e gerentes uma maior facilidade em administrar os estoques da empresa. Tal fato se relaciona diretamente com os custos de armazenamento, o que se pode comprovar a partir dos seguintes aspectos:

  • como o giro de estoque é mais ágil, não há a necessidade em se compor grandes armazéns para alocar as mercadorias, o que reduz os custos com aluguel, maquinário etc.;
  • armazéns menores demandam menos pessoal e gastos com infraestrutura;
  • a boa relação com os fornecedores e a rápida reposição de insumos formam uma base interessante para se negociar preços;
  • gerir quantidades menores de insumos favorece a redução de perdas, principalmente, quando se trata de produtos perecíveis ou que exigem um acondicionamento especial.

Por fim, como vimos, a logística inbound tem por trás uma série de vantagens, além de estar envolvida com processos indispensáveis à boa operação de qualquer empresa. Por esse motivo, tornar esse conceito parte integrante da rotina da companhia é uma etapa crucial para o sucesso geral da cadeia logística, o que garante o sucesso da logística outbound e, em especial, do seu cliente.

Então, o que achou deste post? Quer seguir aprendendo mais sobre como otimizar a logística na sua empresa? Aproveite e baixe nosso e-book “Logística do negócio — Um guia para otimizar a sua“!

Artigos relacionados

Mais
Quais-as-expectativas-para-o-setor-de-logística-no-Brasil-em-2018

Quais as expectativas para o setor de logística no Brasil em 2018?

A chegada do ano de 2018 traz diversas expectativas para o setor de logística no Brasil, entre elas, a de […]

Categoria: Logística
Mais
Compreenda-o-que-é-a-logística-colaborativa-e-como-ela-é-aplicada

Compreenda o que é a logística colaborativa e como ela é aplicada

A logística colaborativa não é um conceito novo, mas vem ganhando maior destaque nos últimos anos, e empresas do mundo […]

Categoria: Logística
Mais
Da-fabricação-a-balada-conheça-os-caminhos-da-logística-do-jeans

Da fabricação a balada: conheça os caminhos da logística do jeans

O jeans é um dos mais populares materiais usados na confecção de roupas — mais especificamente calças, bermudas, jaquetas e […]

Categoria: Logística
Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também

Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também