Descubra os principais KPIs para acompanhamento logístico

Artigos

KPIs

Escrito por wpengine

Data: 27/06/2017

Atualmente, a área de logística está cada vez mais desafiadora para os negócios. Devido à alta concorrência, as empresas buscam redução de custos e melhoria na qualidade de atendimento ao cliente.  Desse modo, é importante medir e acompanhar os processos e seus resultados, por meio dos indicadores-chave de desempenho (em inglês, KPI – Key Performance Indicator).

Os indicadores de desempenho diferem de organização para organização, pois eles devem ser desenvolvidos de acordo com a estratégia de cada empresa. Na maioria das empresas as metas são definidas pelos altos executivos e, consequentemente, desdobradas para cada setor específico. E o principal objetivo é garantir que todos os processos trabalhem em conjunto para alcançar as metas.

A sua empresa está com dificuldades em medir os processos? Não sabe quais indicadores utilizar? Acompanhe o post abaixo e fique por dentro dos principais KPIs utilizados na logística.

Afinal, para que servem os KPIs?

Os indicadores estratégicos estão diretamente ligados à visão da empresa e têm como objetivo monitorar os progressos das ações estratégicas. Geralmente, eles são acompanhados pelos executivos da organização.

Já os indicadores operacionais acompanham processos específicos no dia a dia e seus resultados. Para que os KPIs sejam uma ferramenta eficiente e que cumpra com o seu papel, é essencial envolver os colaboradores e informar a estratégia da empresa, o objetivo da medição e a meta que deverá ser atingida.

Um erro que a maioria das empresas comete é analisar os indicadores no final do mês — caso haja um desvio no processo que precisa ser reparado, não há mais tempo hábil para a meta ser alcançada. Para isso, os indicadores precisam ser acompanhados diariamente, pois, se ocorre algum problema, fica fácil identificá-lo e efetuar as devidas providências.

Outro ponto importante é que os indicadores devem ficar em um local visível e sejam de fácil compreensão, para que todos os colaboradores possam acompanhar os resultados e as metas estabelecidas.

Conheça os principais KPIs utilizados na logística

Utilizando os indicadores corretos, você conseguirá informações qualitativas e quantitativas para melhoria dos processos. Veja alguns deles:

Entregas realizadas no prazo

Esse indicador avalia se as entregas ao cliente estão sendo realizadas no prazo acordado.

Quando a empresa contrata uma transportadora para realizar as entregas é negociado um prazo por região, que é informado ao cliente no momento da venda do produto. A fim de averiguar se a transportadora está cumprindo com o acordado, esse indicador é imprescindível.

Coletas realizadas no prazo

Com esse indicador você consegue medir se as coletas estão sendo realizadas nas datas programadas.

Caso a mercadoria não tenha sido coletada na data prevista, você conseguirá se antecipar em resolver o problema, contratando um transporte urgente, ou informar o cliente do possível atraso da entrega.

Pedidos Completos e no Prazo ou On time in full — OTIF

A OTIF é um dos indicadores mais utilizados para acompanhamento logístico. Ligado à satisfação do cliente, ele mede o desempenho da entrega.

“On Time” indica se o pedido foi entregue no prazo determinado e “In full” se o produto foi entregue da maneira correta, na quantidade exata e em perfeitas condições.

Custos com transporte

Para medir o custo com transporte, uma das métricas utilizadas pela maioria das empresas é analisar o valor gasto com transporte sob a receita de vendas. Com esse percentual é possível verificar o impacto dos custos de transporte em relação aos lucros obtidos.

Esse indicador é medido mensalmente e o percentual ideal varia de acordo com cada tipo de negócio.

Avarias/Extravios no transporte

As mercadorias avariadas/extraviadas, além de gerarem despesas para a empresa, podem ocasionar até a perda do cliente.

É necessário identificar a quantidade de produtos avariados no transporte e verificar os problemas que possam ocorrer, como: manuseio, embalagem, entre outros.

Após realizar essa análise é importante fazer um plano de ação junto à transportadora, para que as avarias não voltem a ocorrer.

O controle, nesse caso, é fundamental para solicitar ressarcimento para transportadora dos itens avariados/extraviados.

Custos com não conformidades em transportes

É necessário mapear e entender os custos extras que estão sendo gerados por devoluções, reentregas, estadias, transportes urgentes e os gastos realizados para solucionar o problema, entre outros.

É essencial que seja analisado o motivo das não conformidades e posteriormente fazer planos de ações para que esses custos sejam reduzidos.

Acuracidade no conhecimento de frete

Infelizmente, ainda ocorrem muitos erros no momento da emissão do conhecimento de frete, gerando retrabalhos.

Esse indicador mede o percentual de conhecimentos enviados corretamente. Desse modo, fica mais fácil identificar quais fornecedores geram mais erros.

Acuracidade do inventário

Divergências entre estoque físico e contábil ocorrem com frequência nas empresas. Imagine a seguinte situação: o comercial consulta o saldo do item no sistema e realiza a venda do produto para o cliente e, no momento de separá-lo, é constatado que não há unidades no estoque.

Para que isso não aconteça, é necessário realizar inventários cíclicos para medir a acurácia do seu estoque.

Custos de armazenagem

Esse indicador demonstra a participação dos custos de armazenagem sob a receita de vendas.  Esse indicador engloba os custos operacionais, incluindo mão de obra, custos com movimentação dos produtos, depreciação dos equipamentos, custos fixos, entre outros.

Esse indicador é medido mensalmente e o percentual ideal varia de acordo com cada tipo de negócio.

Tempo de ciclo do pedido

O indicador de tempo de ciclo do pedido tem como objetivo calcular o tempo que o pedido leva para ser finalizado, desde o momento que ele é inserido no sistema até a entrega ao cliente.

Dessa maneira, é possível identificar onde ocorreu a falha e se o pedido foi entregue com atraso.

Giro de estoque

O giro de estoque é um indicador primordial para analisar a rotatividade de saída dos itens em estoque.

Com esse indicador, o gestor consegue analisar se há algum produto no seu estoque que está “encalhado” e poderá tomar alguma ação.

Tempo médio de carga e descarga

Esse indicador mede o tempo em que é realizado um carregamento e uma descarga. Esses dados servem para apurar a eficiência da operação do armazém e para controlar que não haja custos extras com estadias de veículos.

Os indicadores de desempenho, se forem utilizados de uma maneira correta, são uma ótima ferramenta de gestão, controle dos processos e auxilia nas tomadas de decisões.

É primordial que cada indicador possua uma meta que deverá ser analisada e ajustada com a realidade da operação e da estratégia da empresa. Tenha coerência com a meta colocada — se ela for alta demais, desmotivará sua equipe, fazendo com que achem que nunca vão conseguir alcançá-la e se ela for baixa demais, não estimulará seu time em alcançar as melhorias devidas.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre assuntos relacionados à logística? Assine nossa newsletter!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: