"Com o uso da Inteligência Artificial e Machine Learning, é possível aumentar em 20% a incidência de caminhões retornando carregados ao ponto de origem".

25% das viagens de caminhões são feitas sem cargas e a Cargo X usa tecnologia para reverter esta situação

Escrito por Ana Beatriz

Data: 05/06/2019

CargoX, logtech brasileira fundada em 2013, com o objetivo de gerar eficiências por meio do uso de tecnologia no setor de logística do Brasil, faz uso de tecnologias como Inteligência Artificial e Machine Learning para reduzir as viagens de caminhões feitas sem cargas por todo País, o que acontece em 25% dos casos, de acordo com um levantamento realizado pela CNT – Confederação Nacional do Transporte em 2018.

“Viajar sem carga é extremamente custoso para o caminhoneiro, por isso, ele chega a passar vários dias na região em que descarregou para achar um frete e retornar ao ponto de origem. Com o aplicativo Cargo X, já conseguimos otimizar 20% das viagens, que permitem ao caminhoneiro ir e voltar carregado sem problemas ou atrasos”, afirma Daniel Carvalho, vice presidente comercial da Cargo X.

Ainda de acordo com a mesma pesquisa, 25% do tempo viajando chega a ultrapassar dois mil quilômetros ao mês, com desgaste no veículo, custo de manutenção e o combustível necessário para percorrer a distância.

Além da desvantagem para o caminhoneiro, os veículos rodando vazios aumentam o valor dos fretes e, consequentemente, deixam os produtos mais caros nas prateleiras dos mercados, além de representar um desgaste maior nas estradas do País sem necessidade mercadológica.

“A nossa meta é aumentar a quantidade de fretes de retorno e garantir que os caminhoneiros da nossa base já consigam sair do local de origem sabendo que estarão carregados ao retornar,” continua Carvalho.

Leia a reportagem completa aqui: