Graduação ou curso técnico: qual a melhor opção para entrar no mercado de logística?

Artigos

graduação em logística

Escrito por Ana Beatriz

Data: 06/11/2017

O mercado de trabalho exige conhecimento e, cada vez mais, preparação para que você consiga ingressar em uma empresa. Para isso, as instituições de ensino oferecem cursos para diferentes níveis de qualificação.

Quem deseja fazer uma graduação em logística tem outra opção a ser considerada: o curso técnico em logística, que oferece os princípios básicos e bastante práticos para que você possa atuar nessa área.

Porém, qual a diferença entre essas duas modalidades e qual é a melhor para você? É o que vamos mostrar neste post. Então, que tal se aprofundar mais?

Graduação em logística

Essa alternativa possui dois vieses. Até pouco tempo atrás, quem fazia um curso superior para trabalhar nessa área precisava, necessariamente, ingressar na graduação em Administração de Empresas, que oferece uma visão mais ampla sobre diferentes atividades que envolvem a gestão. Entre elas, a logística.

Recentemente, surgiram os cursos superiores de tecnologia em logística, que formam tecnólogos e têm duração menor, de 2 a 3 anos. Apesar dessas características, têm nível de graduação e também focam a capacitação gerencial e melhor visão de negócio.

Esse profissional também fica preparado para atuar em outras funções, como almoxarifado, transportes, compras e relacionamento com fornecedores. Por isso, espera-se que o aluno busque a capacitação constante para atender a expansão contínua do mercado.

Ao mesmo tempo, precisa ter uma visão estratégica e sistêmica, habilidade de liderança e comando e conhecimento sobre tecnologias, técnicas de segurança e equipamentos. Assim, o curso superior ensina matérias práticas e específicas, voltadas diretamente para as funções que serão exercidas.

É uma forma, portanto, de estar pronto para ingressar no mercado de trabalho e até mesmo de realizar uma pós-graduação ou extensão universitária. Tenha em mente ainda que essa modalidade ajuda a preencher demandas específicas exigidas pelo mercado e oferece a você um nível mais alto perante a hierarquia educacional.

Curso técnico em logística

Essa alternativa surgiu como uma forma de agilizar a entrada em uma empresa a partir de conhecimentos básicos. A principal diferença para a graduação é que essa modalidade consiste em uma formação de nível médio.

O curso técnico prepara o profissional para:

  • aplicar os processos relativos a armazenamento, transporte e logística;
  • agendar e realizar manutenções em equipamentos e máquinas;
  • executar processos de aquisições, armazenagem, recebimento, movimentação, distribuição e expedição de produtos e materiais;
  • oferecer suporte à gestão de estoque;
  • atender aos clientes;
  • implantar processos de segurança, qualidade e higiene do trabalho.

Como você pode perceber, o foco é bem prático e traz pouco da parte teórica. A ideia é desenvolver a capacidade de diagnosticar e analisar situações diferentes para encontrar as melhores soluções para os problemas que ocorrem no dia a dia.

A duração do curso é de aproximadamente 12 meses. Os pré-requisitos são ter concluído o Ensino Médio — em alguns casos se exige que o 2º ano esteja finalizado ou em andamento — e completado 16 anos de idade. Ao final das aulas, o aluno recebe o diploma de técnico em logística. No entanto, ele não tem a possibilidade de fazer uma pós-graduação ou extensão universitária.

A vantagem é que o curso tem um investimento mais baixo, o que pode ser uma grande facilidade para quem ainda não tem capacidade de empregar muito dinheiro na educação específica.

Qual é a melhor opção?

A sua escolha depende de diversos fatores, especialmente porque ambos os casos apresentam vantagens. Veja em quais situações deve apostar no curso técnico e quando é preferível a graduação:

Curso técnico

Essa alternativa é destinada para quem deseja ingressar rapidamente no mercado por meio de um Ensino Médio profissionalizante. Por isso, sua atuação é voltada para o operacional.

Um dos benefícios é o fato de o diploma de nível técnico ser valorizado no mercado e ser uma boa oportunidade de começar a trabalhar em um ramo específico de atuação. Com o conhecimento obtido no curso, o profissional também alcança um bom nível salarial, segundo pesquisa do Senai divulgada no Huffpost Brasil.

O levantamento apontou que 22% das vagas na indústria entre 2011 e 2013 exigiam curso técnico. O resultado foi maior que o triênio 2008 e 2010, quando o índice ficou em 13%. Esse dado também demonstra que há muita procura por técnicos, o que aumenta as chances de empregabilidade de quem opta por essa formação.

A única desvantagem do curso técnico é a simplicidade de conhecimentos repassados. Eles trabalham mais a parte operacional e deixam de lado as questões relativas à gestão.

Graduação

A principal vantagem é que o profissional que realiza essa formação consegue atuar em um âmbito gerencial e de planejamento, já que o seu conhecimento é mais amplo e crítico. Há mais disciplinas teóricas, apesar de também ser voltado para a prática — considere que estamos tratando do curso superior em tecnologia.

A formação mais ampla, porém direcionada, oferece pontos positivos ao profissional, que consegue refletir sobre o mercado e sua atuação. Também está mais preparado para solucionar conflitos e atuar de modo estratégico.

Outro benefício é o networking mais consolidado, que incentiva os estudantes a participarem de congressos, palestras e seminários. Dessa forma, a consequência é conhecer mais pessoas e saber quais são as vagas disponíveis no mercado.

Como você pôde perceber, existem motivos para optar pela graduação e pelo curso técnico em logística. No entanto, se deseja se manter atualizado sobre o mercado e as tendências a serem implementadas, o melhor é escolher a primeira alternativa, que é mais ampla e oferece a chance de fazer uma pós-graduação e/ou extensão.

Para o mercado, é uma grande oportunidade de contratar um profissional capaz de atualizar seus conhecimentos constantemente, o que o tornará mais apto a assumir postos gerenciais e administrativos, ao invés de apenas operacionais.

Mesmo assim, o curso técnico também é uma boa alternativa, especialmente se você tem pouco tempo para estudar ou dinheiro para investir. Porém, depois vale a pena pensar na graduação tecnológica, que oferecerá um aprendizado mais aprofundado.

Agora que você já viu se é melhor o curso técnico ou a graduação em logística, chegou à conclusão de qual é a melhor opção para o seu caso? Colabore com outras pessoas compartilhando este post nas suas redes sociais.

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: