Graduação em logística — Uma visão sobre as diferentes opções da área!

Artigos

graduação em logística

Escrito por Ana Beatriz

Data: 09/02/2018

O setor logístico vem atraindo cada vez mais interesse da parte dos estudantes e das universidades. Devido à sua importância para o desenvolvimento de diversas operações dentro e fora da empresa, durante o ciclo de vida da cadeia produtiva, a logística desempenha um importante papel para a redução de custos e para a competitividade de um empreendimento.

A capacitação em logística é um pré-requisito para muitos profissionais em busca de emprego e que atuam em atividades relacionadas à cadeia de produção. Veja a seguir a importância da graduação em logística e alguns cursos que são oferecidos nessa área!

O mercado de logística

Atualmente, a demanda por maior velocidade nos processos empresariais torna o mercado mais competitivo, exigindo mais das empresas que desejam subsistir e crescer. Toda empresa precisa aumentar suas margens de lucro, cumprir seus prazos e oferecer serviços e produtos de qualidade.

A logística é um fator fundamental para o crescimento de uma empresa, principalmente para aquelas que precisam cortar gastos ou não podem gastar muito. Diante disso, o planejamento logístico tende a oferecer bons resultados e envolve praticamente todos os setores de uma organização.

Vale lembrar que a logística abrange etapas que iniciam com a aquisição dos insumos (matéria-prima, produtos semiacabados ou produtos acabados) e continua até a entrega do produto ao cliente final. Além disso, é importante considerar ainda a chamada logística reversa, na qual o produto realiza o trajeto oposto, ou seja, das mãos do consumidor final até o seu descarte definitivo, recuperação ou reciclagem. Do ponto de vista ambiental, a logística reversa tem se revelado muito importante e a tendência é que se torne fundamental em todas as empresas.

Sendo uma área tão fundamental, o mercado de logística vem se tornando cada mais visado e disputado por diferentes profissionais, independentemente de sua formação. Fazer graduação em logística é uma boa opção para muitas pessoas e, em alguns casos, é a única ou a melhor solução para se manterem em seus empregos.

Observando essa demanda por cursos de logística e a necessidade que os profissionais têm de se aperfeiçoarem na área, muitas instituições de educação vêm investindo em cursos variados de logística, que vão desde cursos técnicos a cursos de pós-graduação, presenciais, semipresenciais ou online.

O mercado de logística tornou-se bastante concorrido e rentável. Em parte, a rentabilidade para o profissional é fruto da escassez de pessoas efetivamente preparadas para atuar na área. Os gestores de empresas preferem pagar salários mais altos para os especialistas — que vão realmente contribuir para otimizar os processos logísticos da organização — do que pagar menos para funcionários mal preparados, que entendem pouco ou quase nada do assunto, realizando geralmente um trabalho mais improvisado e intuitivo que planejado.

O papel do profissional de logística no setor

Planejamento estratégico

O profissional que o setor de logística procura deve apresentar certas habilidades e características, como a capacidade de planejamento estratégico. Ou seja, o profissional de logística não pode simplesmente atuar de forma operacional — ele precisa gerenciar todo o fluxo da cadeia de suprimentos, coordenando as atividades e trabalhando de forma estratégica. Somente atuando estrategicamente é que ele poderá reduzir custos e aumentar a produção, conduzindo a organização para uma posição privilegiada no mercado.

Bom relacionamento com clientes e fornecedores

O profissional com graduação em logística deve saber coordenar as atividades internas e externas, mantendo um relacionamento saudável com fornecedores e clientes. Esses três elos da cadeia produtiva (empresa, fornecedor e cliente) devem falar a mesma língua e entender-se muito bem, caso contrário o trabalho nunca será finalizado como deveria ser — ficará como a Torre de Babel, uma construção erguida pela metade e abandonada.

Os fornecedores devem ser parceiros da empresa e não apenas comerciantes unicamente interessados em vender insumos e receber dinheiro. O profissional de logística deve saber criar essas parcerias, mantendo um relacionamento salutar com todos aqueles que vendem para a empresa. Tanto o fornecedor quanto a empresa devem se beneficiar com a parceria.

Capacidade de liderar e trabalhar de forma integrada

O profissional de logística que as empresas procuram deve ser um líder, ter capacidade para conduzir e orientar sua equipe, trabalhando de forma integrada. A integração é primordial para processos logísticos eficientes e mais ágeis — integração entre os departamentos e entre os funcionários.

É necessário reduzir e evitar conflitos, pois eles só servirão para a geração de erros de logística e, consequentemente, da necessidade de retrabalho e demais custos, prejudicando o potencial competitivo da empresa e limitando suas oportunidades de crescimento.

Saber como reduzir custos e otimizar processos logísticos

A pessoa que atua em logística também deve compreender bem os aspectos financeiros gerais e, em especial, aqueles que estão relacionados à cadeia de suprimentos. Existe uma relação muito próxima entre redução de gastos e aumento da margem de lucro. Os custos logísticos envolvem etapas cruciais, como armazenamento e transporte. Por isso, espera-se que o profissional esteja atualizado e ciente das novas tecnologias e metodologias usadas para aumentar a eficiência dos processos logísticos e baratear os custos.

A Produção Enxuta, por exemplo, é uma tendência na maioria das empresas, especialmente naquelas em que a contenção de gastos é a maior prioridade. Como o próprio nome diz, ela se propõe a “enxugar” os processos logísticos, eliminando desperdícios, reduzindo estoques, aumentando a produtividade, agregando mais valor ao serviço, tornando as operações mais rápidas e acessíveis.

Entre os métodos aplicados pela Produção Enxuta e pela Logística Enxuta (que é um desdobramento da primeira), está o Just In Time. De acordo com essa estratégia, os pedidos de insumos só devem ser feitos quando eles se fizerem estritamente necessários. No ciclo de produção, por exemplo, as requisições de materiais só são realizadas no tempo certo, a fim de evitar perdas e acúmulo de materiais no ambiente de produção.

O mesmo é válido quando se trata de estoques de produtos acabados. Nesse sentido, o profissional de logística deve estabelecer o ponto de pedido, ou seja, o momento exato em que novos pedidos devem ser efetuados para evitar que faltem itens para atender à demanda.

O ponto de pedido deve ser definido a partir do nível de demanda de cada produto. Quando o produto alcançar certa quantidade (chamada de estoque mínimo), é o momento certo de fazer novo pedido. O estoque mínimo define o ponto de pedido, ou seja, abaixo dessa quantidade, o produto estocado não será suficiente para suprir a demanda do consumidor.

Esses e outros conceitos devem ser conhecidos pelo profissional que tem graduação em logística, como:

  • curva ABC;
  • supply chain management;
  • fullfillment (entrega dentro do prazo);
  • kanban;
  • kaizen;
  • lead time (período transcorrido entre o início e o fim de um processo que inclui diferentes etapas);
  • lean manufacturing (manufatura/produção enxuta);
  • sistemas de armazenagem;
  • logística reversa;
  • manutenções corretiva, preditiva e preventiva;
  • nomes dos documentos e tributos que incidem sobre as operações e processos de logística (manifesto de carga, manifesto eletrônico de documentos fiscais, conhecimento de transporte eletrônico, ICMS e assim por diante).

É importante que o profissional de logística saiba:

  • negociar a compra dos insumos;
  • aplicar técnicas e processos de armazenagem;
  • gerir a distribuição e o transporte de mercadorias;
  • organizar o fluxo de materiais.

Conhecimento de tecnologias e tendências voltadas para a logística

O profissional de logística também precisa conhecer bem a tecnologia disponível que favorece o desenvolvimento dos processos logísticos, como ERP e diferentes softwares específicos, o TMS (Sistema de Gerenciamento de Transporte), WMS (Sistema de Gerenciamento de Armazém), Voice Picking (separação de pedidos por voz), máquinas e equipamentos mais sofisticados e modernos, bem como as tendências tecnológicas nas áreas, como uso de robôs e drones.

Especificamente, o profissional deve compreender o uso do Big Data nas operações de logística. Apesar de, em um primeiro momento, ter sido usado com sucesso no âmbito político, logo teve sua utilização estendida para outras áreas, inclusive para o mundo dos negócios. O Big Data também pode ser aplicado na coordenação de processos e operações logísticas, contribuindo para fazer previsões nas demandas sazonais, aprimorar as entregas de última milha (last mile), ajudar a remodelar a rede de distribuição e fornecer mais informações sobre a cadeia de produção.

Todos esses conhecimentos e habilidades podem ser adquiridos por meio de graduação ou curso técnico em logística e de especializações, como mestrados e MBAs. Por isso, na hora de contratar profissionais para atuar na logística da empresa, os gestores sempre consideram os diplomas e os certificados que o candidato apresenta. Quanto mais certificações, melhor.

Também são consideradas as instituições de ensino em que o profissional estudou, visto que a reputação da escola influencia na hora da escolha, considerando a qualidade do ensino que é passado ao aluno.

Opções de graduação em logística

Existem diferentes instituições que oferecem curso de graduação em logística, tanto no Brasil quanto no exterior. A logística é um conceito que foi definido a partir da Administração de Empresas, logo, o conceito surgiu dentro desse curso, mas acabou ganhando mais autonomia à medida que sua importância foi aumentando.

Entre as instituições que oferecem curso de graduação em logística estão:

  • Centro Educacional Anhanguera;
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA);
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Faculdade UNIME (localizada na Bahia);
  • Faculdade Pitágoras (localizada em Minas Gerais).

Todos esses cursos de graduação em logística são reconhecidos pelo MEC.

Curso superior em logística

O curso superior em logística equivale ao curso de graduação. É uma oportunidade para qualquer profissional, inclusive para aquele que já trabalha como técnico em logística. O título dado a quem se gradua em logística é Tecnólogo em Logística. Esse assunto será esmiuçado mais adiante, quando falarmos sobre o curso de Tecnologia em Logística do SENAC.

A graduação em tecnólogo apresenta a vantagem de ser mais prática e voltada para o que o mercado de trabalho realmente requer do profissional. Adicionalmente, a duração do curso é menor que a maioria dos outros cursos de graduação.

A grade curricular do curso superior em logística envolve ciências exatas, focadas na tecnologia aplicada à gestão, como:

  • estrutura e processos organizacionais;
  • operadores logísticos;
  • matemática financeira;
  • probabilidade e estatística;
  • sistemas integrados de gestão;
  • teoria das organizações.

Além dessas disciplinas mais exatas, certas matérias são fundamentais em um curso de graduação em logística. Podem ser chamadas de disciplinas conceituais do tipo:

  • cadeia de produção (ou de suprimentos);
  • logística reversa;
  • distribuição, estoque e movimentação de materiais;
  • produção logística;
  • projetos e logística internacional.

O que o profissional não pode descuidar é em relação ao reconhecimento do MEC. Assim, antes de se matricular em qualquer curso superior de logística, seja online, seja presencial ou semipresencial, é constatar que a instituição oferece um curso reconhecido pelo MEC.

Os cursos online reconhecidos pelo MEC oferecem um diploma que tem a mesma importância daquele que é oferecido por um curso presencial. E o empenho do aluno deve ser o mesmo que ele emprega em um curso presencial com professores em sala de aula. Além de sempre haver um professor disponível para tirar dúvidas e responder questões, a socialização com os colegas não se prejudica, pois é possível manter contato e cultivar relacionamentos no ambiente virtual.

Tal como um curso superior convencional, o curso de graduação em logística online também exige a realização de atividades e trabalhos, bem como realiza testes e provas presenciais para medir o desempenho do aluno e seu nível de aprendizado.

Em relação aos cursos presenciais, os cursos online oferecem vantagens como:

  • flexibilidade de horário (o aluno geralmente pode estudar no horário mais agradável e conveniente para si mesmo);
  • menores custos;
  • economia de tempo e menos possibilidades de estresse (não é preciso sair de casa, nem enfrentar o trânsito, que pode estar congestionado);
  • desenvolvimento da proatividade, já que, com mais autonomia, o aluno também deve exigir mais de si mesmo.

O curso superior em logística permite que o profissional cresça em sua carreira, ficando apto a assumir maiores responsabilidades e a ocupar funções mais complexas e cargos mais altos.

Uma das instituições que oferecem o curso superior na área de logística, além das já citadas, é a UNINTER. Oferecido na modalidade EAD, o curso recebeu nota 4 do MEC e tem a duração de dois anos. As aulas são interativas e a instituição fornece livros físicos e digitais para cada disciplina. Também é disponibilizada uma biblioteca virtual e link para tutoria.

Curso técnico de logística

O curso técnico de logística é um curso de nível médio cuja finalidade é deixar o profissional preparado para ingressar no mercado de trabalho o mais rapidamente possível. Fazendo o curso técnico, o profissional ficará habilitado a:

  • fazer uso dos mais importantes procedimentos de transporte, armazenagem e logística das organizações modernas;
  • agendar e efetuar manutenção em equipamentos e máquinas;
  • realizar compras, receber insumos, armazenar, movimentar, expedir e distribuir produtos;
  • dar suporte ao gerenciamento dos estoques;
  • atender o cliente;
  • desenvolver soluções de qualidade, bem como de higiene e segurança no ambiente de trabalho.

Geralmente, o curso técnico de logística tem carga horária mínima de 800 horas e leva, em média, dois anos para ser concluído. O tempo do curso varia de acordo com a instituição. Mas, na maioria das vezes, esse é o prazo máximo alcançado.

A grade curricular básica do curso técnico de logística contempla assuntos como:

  • logística;
  • gestão de pessoas;
  • gestão e economia de sistemas de logística;
  • estocagem/armazenagem;
  • transportes;
  • controle de custos;
  • legislação e tributação em logística.

Tecnólogo em logística do SENAC

O SENAC também oferece cursos de graduação em diversas áreas, inclusive logística. O curso Tecnologia em Logística é um curso de graduação em logística, oferecido na modalidade EAD (ensino a distância).

O curso de Tecnologia em Logística destina-se a preparar profissionais para que atuem nas áreas de indústria, serviço e comércio, nas atividades de armazenamento, transporte e distribuição. O curso leva em conta os processos de trabalho nesses segmentos e a realidade atual do Brasil. Mantém respeito pelos valores éticos e políticos e é engajado com a qualidade, trabalho, ciência, tecnologia e práticas sociais associadas aos princípios de cidadania.

O estudante do curso de Tecnologia em Logística recebe o certificado de Analista de Logística no primeiro ano. Concluído todo o curso, ele receberá o certificado de Tecnólogo em Logística. Com essa graduação, o profissional poderá ocupar diversos cargos gerenciais na área.

Os cursos de graduação do SENAC EAD possuem duas avaliações presenciais em cada semestre, que acontecem nos finais de semana conforme o cronograma acadêmico e no polo escolhido pelo aluno no ato de realização da matrícula.

O curso abrange uma série de disciplinas, como:

  • gestão mercadológica;
  • logística empresarial;
  • matemática aplicada e estatística;
  • modelos de gestão;
  • pesquisa, tecnologia e sociedade;
  • administração financeira;
  • introdução ao Direito;
  • sistemas de distribuição;
  • gestão de estoques e armazenagem;
  • gestão de transportes e infraestrutura;
  • sistemas de informação;
  • gestão da cadeia de suprimentos;
  • gestão de operações e serviços;
  • gestão de pessoas;
  • impacto ambiental e logística reversa, entre outras matérias.

Como já foi dito, em qualquer instituição de ensino, todo profissional graduado em logística recebe o título de Tecnólogo em Logística.

Pós-graduações e especializações em logística

Pós-graduação do SENAC

O SENAC é uma entidade que sempre oferece curso de pós-graduação voltado para logística empresarial, objetivando preparar os alunos para que trabalhem em indústrias e empresas prestadoras de serviço. Podem também atuar como operadores logísticos focados em serviços multiempresas e com abordagem na cadeia produtiva.

O público-alvo do curso de pós-graduação do SENAC envolve os profissionais graduados em Tecnologia em Logística, com experiência e/ou formação em Engenharia ou Administração, bem como os egressos dos cursos de graduação de todas as áreas do conhecimento que se interessem em atuar no âmbito da logística.

O curso é realizado a distância, mas também existem momentos presenciais, relacionados à avaliação por meio de provas. Esses encontros são realizados no polo escolhido pelo aluno.

Um curso de pós-graduação em logística é um importante diferencial para o profissional, esteja ele ativo ou inativo. O curso do SENAC foca a resolução de problemas estratégicos que afetam o setor de suprimentos, a produção, a armazenagem e a distribuição de produtos. Também contribui para aprimorar a qualidade do atendimento ao cliente em função de sua demanda, além de abordar um tema muito recorrente na atualidade, que permite à empresa atuar de forma sustentável, em harmonia com o meio ambiente: a logística reversa.

MBAs em logística

Os MBAs são cursos de pós-graduação que se tornaram frequentes entre os profissionais de diversas áreas. Muitas empresas não só avaliam o currículo do candidato como dão preferência àqueles que possuem MBA.

Com profissionais mais qualificados, a empresa tende a reduzir a rotatividade de equipe de logística, pois o interesse do gestor é reter os talentos e não perdê-los, mesmo que isso implique aumento de salário e mais bônus para eles. Os profissionais sem capacitação, por outro lado, tendem a ficar pouco tempo, seja por iniciativa própria, seja porque não se ajustam ao ritmo e às necessidades da organização.

Veja a seguir algumas instituições que oferecem esses cursos, assim como demais possibilidades no Brasil e exterior:

UNINTER

A UNINTER é uma universidade que oferece o curso de pós-graduação em Administração e Logística, com duração de 10 meses, na modalidade EAD. Trata-se de um MBA que prepara o profissional para gerenciar os processos logísticos, enfatizando operações básicas de compra de insumos, movimentação de materiais, armazenagem e entrega de mercadorias, fazendo a completa integração entre planejamento logístico, manufatura (produção) e publicidade (marketing). Os professores são especialistas, incluindo mestres e doutores.

A UNINTER também oferece o curso presencial de MBA em Logística e Supply Chain com duração de 9 meses, focando pontos como: custos logísticos; compras; suprimentos; gerenciamento de estoques; transportes; e operações logísticas.

Grupo Tiradentes

Já o Grupo Tiradentes oferece o MBA em Logística e Operações. Esse curso visa a preparar o profissional para desenvolver avançados projetos de logística, alinhados com o planejamento estratégico e a cultura organizacional de cada empresa. Também ensina como utilizar adequadamente os indicadores de desempenho para mensurar o êxito ou o fracasso dos processos logísticos.

SENAI/CIMATEC/Sistema FIEB

O SENAI/CIMATEC/Sistema FIEB, por sua vez, oferece o MBA Executivo em Logística e Gestão da Produção. Trata-se de um curso de especialização destinado a profissionais que sejam preferencialmente formados em Administração de Empresas, Engenharia, Economia, Cursos Universitários de Tecnologia e áreas afins. Coordenado por doutores, mestres, MBAs e graduados, é um curso presencial que oferece equipamentos avançados e laboratórios focados na inovação.

Demais cursos de MBA em logística no Brasil

Na verdade, a sigla MBA significa Mestre em Administração de Negócios. Nos Estados Unidos, portanto, ele possui grau de mestrado. Contudo, no Brasil, o MBA é classificado como uma especialização. Outros cursos de MBA em logística incluem:

  • MBA Operações e Logística (Sustentare Escola de Negócios);
  • MBA Logística Empresarial (EST — Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo);
  • MBA em Logística (IBMEC);
  • MBA em Logística e Supply Chain (EAD Laureate).

MBAs em logística no exterior

No exterior, conforme o MBAstudies.com.br, destacam-se seguintes cursos:

  • MBA em Gestão de Logística (Institute of Accountancy Arusha, na Tanzânia);
  • MBA em Logística (Talal Abu-Ghazaleh Graduate School of Business, na Jordânia);
  • MBA — Maior em Logística Global e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (Lincoln University Of Business & Management, nos Emirados Árabes);
  • MBA —opção para 8 especializações (Institute Of Business Management, Paquistão).

A graduação em logística tem se tornado um valioso pré-requisito para o profissional que deseja arrumar um bom emprego e ganhar um bom salário. Ela permite que ele contribua para desenvolver a inteligência logística na empresa, que é um relevante diferencial no mercado competitivo.

Os profissionais com cursos técnico, de graduação, pós-graduação e MBA têm muito mais oportunidades de serem contratados e retidos em qualquer organização como talentosos.

O que você pensa sobre graduação em logística? Achou este post interessante? Então, aproveite e assine a newsletter para receber mais artigos e dicas sobre logística e cadeia produtiva!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: