Imagem relacionada ao texto
Terceirização do Transporte

Frete de transportadora: entenda agora como é calculado!

Serviço indispensável dentro da logística, o frete de transportadora gera custos que nem sempre podem ser obtidos facilmente. O cálculo desses valores leva em conta uma série de variáveis, dificultando a obtenção rápida de quanto deve ser gasto para o transporte pontual de uma carga.

Por isso, este post vai trazer informações importantes para que você saiba como calcular um frete. Você vai conhecer os diferentes tipos, os fatores que influenciam o preço e saberá por que é fundamental ter acesso a esses valores antecipadamente. Confira!

Conheça os diferentes tipos de contratação de frete

O frete de transportadora é feito de diferentes formas, algo que é influenciado pelo tipo de carga que é transportada, pelo percurso a ser feito e pelas diferentes necessidades  em relação aos prazos de entrega. Os principais fretes são: normal, subcontratação e redespacho. Saiba mais sobre eles a seguir.

Direto/normal

Serviço mais tradicional e com alta demanda, o frete direto, também conhecido como normal, é aquele em que a carga é coletada no remetente e levada diretamente ao destinatário. Tudo é feito entre apenas duas partes (contratante e transportadora), sem nenhum detalhe a mais.

Subcontratação

No serviço de subcontratação, a transportadora direciona o frete a meios de transporte de outras empresas, em uma espécie de terceirização. Assim, ela fica responsável somente pela gestão e logística dessa entrega.

Redespacho

O redespacho é um serviço parecido com a subcontratação, porém a transportadora chega a recolher a carga no contratante. Em seguida, esse volume é repassado a quem fará o transporte até o destinatário.

Entenda a diferença entre as cargas

Os diferentes tipos de cargas também influenciam no que é pago nos fretes. Volumes muito grandes demandam maior espaço e dedicação no transporte, enquanto uma mercadoria menor exige menos, tendo, naturalmente, um custo reduzido.

A seguir, veja em detalhes do que se tratam cargas fechadas e fracionadas, conferindo como suas características fazem com que diferentes valores sejam praticados nesses serviços.

Fechada

As cargas fechadas, também conhecidas como lotação, são aquelas em que o volume é alto e ocupa todo o espaço do caminhão utilizado no frete. Essa condição exige uma dedicação exclusiva à carga, o que faz com que o trajeto seja direto do remetente até o destino, já que não há cargas de outros clientes.

Fracionada

Já as fracionadas são o oposto, quando o volume do pedido ocupa apenas um espaço específico em relação ao total que o caminhão comporta. Isso faz com que o veículo precise parar em diversos lugares, já que ele só entrará em viagem após estar cheio. Naturalmente, esse tipo de frete é mais lento, já que atende a vários clientes.

Saiba como calcular o frete de transportadora

O cálculo do frete de transportadora considera alguns pontos fundamentais nas cargas, como distância, peso, cubagem e taxas gerais para situações específicas. Saber identificar cada um desses valores corretamente é importante para ter uma previsão exata de quanto vai custar o frete cobrado.

Desse modo, entenda mais sobre os fatores que influenciam os preços e como eles fazem diferença.

Peso

O peso influencia no impacto que o caminhão vai sofrer carregando aquela carga, também definindo o quanto de combustível será gasto. Os preços podem variar proporcionalmente ao peso total da carga.

Distância

A distância entre a origem e o destino da carga também reflete nos preços do frete, já que quanto maior esse percurso mais tempo é dedicado àquela demanda, gerando também um maior consumo de combustível.

Valor na NF

Quanto maior o valor declarado na Nota Fiscal, maiores são os riscos de transportá-la. Esse medidor serve também para que as empresas façam o seguro adequado. Em alguns casos, até mesmo uma escolta armada pode ser necessária, o que gera ainda mais custos.

Cubagem

A cubagem é uma medida que ajuda as transportadoras a fazerem uma cobrança mais justa, já que há cargas que ocupam muito espaço, sendo necessário um transporte dedicado inteiramente a elas.

O primeiro cálculo a ser feito é o do fator de cubagem. Em um caminhão, 1 metro cúbico equivale a 300 kg. Logo, 300 é o mais recomendado para que seja esse fator.

Diante disso, a conversão de cubagem em kg da carga que você vai transportar é:

Comprimento x largura x altura x fator de cubagem

Taxas

As taxas se aplicam em situações específicas, relacionadas ao tipo de entrega e a outras questões relacionadas a ela. Entre as principais estão:

  • devolução: produto não foi recebido e precisou ser retornado ao remetente;
  • dificuldade na entrega (TDE): qualquer fator que dificulte a entrega, como filas de descarga e entregas fora do horário comercial;
  • difícil acesso (TDA): entregas em regiões em que a chegada é dificultada, especialmente por fatores geográficos e condições de estrada;
  • gerenciamento de riscos (GRIS): geralmente é aplicado sobre o valor total, protegendo de roubos e furtos;
  • restrição ao trânsito (TRT): quando há algum tipo de restrição ao trânsito, como em cidades que determinam horários de circulação para caminhões.

Tendo a ideia exata de todos esses números e valores, é possível realizar o cálculo com a maior precisão possível. Para isso, é importante utilizar planilhas, tabelas ou calculadoras que automatizem a operação, já que ela envolve muitas informações.

Conheça a nova tabela da ANTT

Recentemente, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT, divulgou a nova tabela de preços para frete de transportadora, regulamentando os valores cobrados, protegendo tanto os profissionais caminhoneiros quanto as empresas que precisam desses serviços.

Os valores são calculados levando-se em conta diversos tipos de caminhão, considerando a quantidade de eixos e também os valores que devem ser cobrados de quilômetro por eixo.

Veja por que é importante fazer o cálculo de fretes

O cálculo de fretes é muito importante a nível de planejamento das empresas, que precisam considerar as despesas relacionadas aos seus serviços. Assim, a cobrança deve abranger esses valores desde que eles sejam diretamente relacionados, como:

  • custos de manutenção do veículo;
  • combustível;
  • pedágios
  • desgaste de pneus;
  • despesas com motoristas.

O frete de transportadora é uma demanda importante para muitas empresas, então é fundamental saber o quanto isso vai custar para o seu negócio. Conhecendo exatamente o cálculo, é possível determinar essas despesas com precisão.

Conteúdos como este podem ajudar muito em seu cotidiano de trabalhos logísticos. Assine a nossa newsletter e receba outros posts diretamente no seu e-mail!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Artigos relacionados

Mais

Gestão de frete: 6 razões para terceirizar e automatizar os processos

A gestão de frete é essencial para garantir a eficiência da logística e, claro, ajudar a empresa a obter melhores […]

Categoria: Gestão
Mais
Amarração-de-cargas-5-dicas-de-segurança-do-transporte

Amarração de cargas: 5 dicas de segurança do transporte

A Resolução 552 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que entrou em vigor em janeiro de 2017, tem como objetivo […]

Categoria: Terceirização do Transporte
Mais
Saiba-quais-são-as-regras-e-cuidados-para-o-transporte-de-cargas-preciosas

Saiba quais são as regras e cuidados para o transporte de cargas preciosas

O transporte de cargas é uma das atividades que mais mobilizam a economia de um país. O modal rodoviário continua […]

Categoria: Terceirização do Transporte
Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também

Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também