Compreenda a importância do gerenciamento de riscos para o transporte de cargas

Artigos

gerenciamento de riscos

Escrito por Ana Beatriz

Data: 06/04/2018

Você já deve ter percebido que o transporte de cargas é uma atividade complexa e exposta a inúmeros riscos. Para que o produto chegue ao destino final dentro do prazo previsto e em perfeitas condições são necessárias diversas ações preventivas e estratégicas.

Afinal, qual gerente logístico não gostaria de alcançar um transporte seguro, eficiente e de qualidade, não é mesmo? Esse é um dos grandes desafios para o setor e o segredo para o sucesso está em um bom gerenciamento de riscos em transporte de cargas.

O que é o gerenciamento de riscos? Por que ele é tão importante? Como ele contribui para o sucesso da logística? Como colocar em prática essa estratégia? Essas são algumas questões que serão abordadas a seguir e que, portanto, merecem sua atenção. Continue com a leitura e aprenda um pouco mais!

Gerenciar riscos no transporte: afinal, do que estamos falando?

É provável que você já tenha ouvido falar em gerenciamento de riscos e até já aplique algumas técnicas em sua empresa. Porém, o conceito é muito relevante e merece ser ressaltado. Isso, porque todo e qualquer negócio está exposto a riscos. No entanto, cada empresa deve conhecer seus desafios e aprender a trabalhar para que eles não afetem seus resultados.

Assim sendo, o transporte possui suas próprias limitações e dificuldades e o sucesso da operação depende da avaliação, monitoramento e gestão eficaz dessas situações, o que, com certeza, conduzirá a uma atividade mais eficiente e segura.

Com rodovias ruins, burocracia, roubo de cargas, altos custos com manutenção e combustível e escassez de mão de obra qualificada, nem sempre os planos saem conforme o esperado.

Portanto, o gerenciamento de riscos é uma metodologia interessante, que visa minimizar essas e outras situações que têm o potencial de dificultar a execução do transporte de cargas. Em outras palavras, estamos tratando de um conjunto de ações e estratégias destinadas a identificar, conduzir, administrar e prevenir os riscos inerentes ao transporte.

É preciso enfatizar que essas ações não estão focadas apenas no transporte em si. Para que tudo saia conforme o planejado, o gerenciamento de riscos também se dedica à distribuição e ao armazenamento de cargas.

Quais os maiores riscos do transporte de cargas?

Se estamos falando sobre gestão de riscos, é importante relembrar os maiores problemas a que suas mercadorias estão expostas durante o trajeto — desde a saída da sua empresa até a chegada ao varejo e ao consumidor final.

Com isso, de maneira reduzida, podemos identificar os seguintes riscos:

  • imprudência, imperícia e negligência do motorista;
  • acidentes em razão da má conservação das estradas;
  • roubo de cargas;
  • perdas de produtos em razão do manuseio e transporte inadequados;
  • atrasos nas entregas.

Esses são alguns exemplos de problemas que merecem uma atenção especial do gestor e que, portanto, necessitam de uma intervenção mais efetiva, seja por meio de medidas preventivas ou corretivas.

[rock-convert-cta id=”7193″]

Por que investir em gerenciamento de riscos em transporte de cargas?

Não há dúvidas de que uma empresa que se preocupa em trabalhar de maneira planejada e mantém o foco em minimizar situações negativas em seu cotidiano está um passo à frente de seus concorrentes. Como você sabe, o transporte é uma etapa logística repleta de riscos. Se analisarmos o problema do roubo de cargas, por exemplo, só no Estado de São Paulo foram registradas mais de 10.500 ocorrências no último ano.

Aliás, engane-se quem pensa que o foco desses criminosos está apenas em produtos eletrônicos. O crime tem evoluído seus métodos e o roubo de cargas do agronegócio já é uma preocupação real da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Diante disso, o que se pode perceber é que investir em gerenciamento de riscos em transporte de cargas é essencial. Estas estratégias reduzem os prejuízos da empresa, prevenindo a ocorrência de sinistros e traçando métodos de intervenção que visam minimizar os impactos quando algum processo não sai conforme o planejado.

Apostar em gestão de riscos, portanto, é investir na melhor qualidade e segurança dos processos logísticos de transporte. Isso coloca sua empresa em um lugar de destaque, especialmente por permitir uma relação mais proveitosa com seus clientes, pautada na responsabilidade e comprometimento em cumprir prazos e preços.

Como fazer uma gestão de riscos eficiente no transporte de cargas?

Depois de todas as informações apresentadas, podemos, finalmente, apresentar algumas dicas infalíveis para as empresas que estão enfrentando dificuldades em gerenciar os riscos no transporte de cargas.

Nós reunimos algumas boas práticas e trouxemos para o blog com o intuito de lhe mostrar que, mesmo se tratando de um grande desafio, é possível alcançar bons resultados. A ideia é estudar, planejar e adotar uma postura mais atenta e proativa.

Confira as nossas dicas e veja como aumentar o nível de segurança e qualidade de seu transporte!

Elabore um processo seletivo eficiente

A primeira dica diz respeito a um ponto essencial para o sucesso do transporte de cargas: a escolha dos colaboradores ideais para sua empresa. Como você sabe, por mais eficiente e inteligente que as suas estratégias sejam, elas só alcançarão os resultados esperados se você contar com uma equipe capacitada e com talentos que estejam alinhados aos objetivos da empresa.

Por isso, é essencial perder um pouco do seu tempo elaborando e executando um bom processo seletivo. Escolher o melhor profissional pode eliminar inúmeros problemas no futuro e, com certeza, reduzirá os riscos no transporte de cargas. Para que isso se torne mais simples, reunimos algumas fases que podem ser incorporadas às suas seleções:

  • testes psicológicos — para encontrar algum desvio de comportamento que comprometa o trabalho;
  • análise de currículo — em busca de profissionais mais capacitados e com mais experiência;
  • análise da vida pregressa — observação das referências e trabalhos executados anteriormente;
  • dinâmicas em grupo — com o objetivo de encontrar profissionais que saibam trabalhar em grupo e tenham o perfil adequado à sua cultura organizacional;
  • testes práticos — ajudam a identificar, na prática, um bom profissional;
  • acompanhamento durante as primeiras semanas de trabalho.

Permita que seus colaboradores cresçam profissionalmente

O capital humano é, de fato, o grande bem das corporações modernas. Muito mais do que máquinas, ferramentas, recursos e um bom produto, é necessário ter uma boa equipe. Mas, não basta realizar um bom recrutamento e seleção. Na verdade, dificilmente você encontrará o funcionário perfeito, pois há sempre uma habilidade e conhecimento novo a ser adquirido e aperfeiçoado.

É por esse motivo que o treinamento é uma fase imprescindível para o desenvolvimento de um negócio. Ter um cronograma de capacitações é importante para alinhar o trabalho de sua equipe, permitir que ela entenda os processos, saiba manusear os equipamentos e conheça a política de trabalho da empresa.

Fazendo isso, você terá um grupo mais qualificado, motivado e atento às situações de risco que possam aparecer. Além de prevenir situações negativas, isso favorece a tomada de decisões mais qualificada, capaz de reduzir impactos e custos.

Identifique seus maiores riscos

Um gerenciamento de risco bem executado deve ter, necessariamente, como primeira etapa a correta identificação dos riscos. Do mesmo modo, é preciso ter cuidado para não trabalhar com base em “achismos” e sim com dados e informações reais e atualizadas.

Conforme visto anteriormente, o transporte de cargas é uma atividade que possui alguns riscos comuns, sendo papel do gestor identificá-los e encontrar meios de minimizá-los. Deste modo, faça um levantamento de dados em sua empresa em busca de situações que prejudicaram suas entregas, buscando encontrar os processos com maior índice de falhas e as razões para isso.

Nesse ponto é possível perceber, por exemplo, que ter uma equipe interna de motoristas pode estar gerando mais problemas do que vantagens à sua empresa. Em muitos casos, contar com o auxílio de uma empresa moderna e experiente no transporte de cargas pode ser muito mais interessante, pois, dentre outros aspectos:

  • reduz os riscos;
  • reduz os gastos com transporte;
  • entrega um serviço mais qualificado;
  • conta com tecnologia aplicada ao setor;
  • libera tempo na agenda do gerente logístico.

Planeje bem o seu transporte de cargas

A próxima dica a ser apresentada não é novidade para grande parte dos gestores e empreendedores. Afinal, não há como levar um negócio ao sucesso sem realizar um bom planejamento prévio. Amiano Marcelino, grande historiador grego, já dizia que “um planejamento cuidadoso é capaz de vencer quase todas as dificuldades” e este é um fato interessante que pode ser observado facilmente no transporte de cargas.

Quando o gestor conhece seus riscos e se planeja para enfrentá-los com antecedência, consegue superá-los com mais facilidade. É o caso, por exemplo, do planejamento de rotas. Isso porque se há uma carga a ser entregue em determinada região do país e diversas rotas possíveis, é imprescindível estudar a que traz mais vantagens e expõe o caminhão e o motorista a riscos menores.

Trata-se de uma ação preventiva com forte impacto no resultado final do processo. Em geral, além de reduzir o tempo gasto com a viagem, é possível retirar a carga de rotas com maior índice de acidentes e roubo, por exemplo.

Aposte em tecnologia na gestão de riscos

Não há como negar que a tecnologia é uma grande aliada das empresas contemporâneas. Mas, quando voltamos nossa atenção para o setor de logística, a relevância dos recursos tecnológicos é ainda mais expressiva. Nos últimos anos, o transporte de cargas experimentou um aumento expressivo em sua eficiência, especialmente em razão da implementação de ferramentas modernas e desenvolvidas com o foco em tornar essa atividade mais rápida, segura e eficiente.

A evolução das tecnologias de rastreamento de cargas e veículos, o uso de softwares de gestão e inúmeros outros recursos inovadores são exemplos de como o transporte pode se tornar o diferencial para o seu negócio e colocá-lo em posição de destaque no mercado.

Nos dias de hoje, operar uma empresa sem pensar em tecnologia é praticamente impossível e, como gestor, você deve se manter atento às opções, especialmente à possibilidade de firmar parceria com empresas que investem e executam um trabalho que vai além do transporte de cargas, ou seja, oferecem toda uma estrutura para desempenhar um transporte de excelência.

Não se esqueça das fases de descarregamento e atendimento

Muitos gestores estão sempre focados no trajeto da carga e se esquecem da finalização do transporte, ou seja, do descarregamento e do atendimento. Lembre-se de que a atividade só pode ser considerada finalizada com sucesso quando o produto é desembarcado e entregue com qualidade total, assegurando a satisfação de seus clientes.

Deste modo, podemos afirmar que apostar em treinamento para essa fase é tão importante quanto as demais. Isso porque, realizar um descarregamento rápido e cuidadoso garante que a carga esteja em boas condições para o consumidor final.

Do mesmo modo, ao efetivar um atendimento eficiente, ouvindo o que o cliente tem a dizer sobre o transporte executado e conferindo os relatórios confeccionados, você terá acesso a dados relevantes, capazes de contribuir para a correção de erros e melhoria geral do processo.

Aposte em parcerias de sucesso

Por último, gostaríamos de destacar a importância de encontrar bons fornecedores logísticos para sua empresa. Como você sabe, essa é uma área muito estratégica para a empresa e possui o poder de melhorar ou piorar sua imagem perante seus clientes.

No caso do transporte, quando mal executado, é possível que a carga chegue com atraso, danificada e até mesmo se perca durante o trajeto. Por esse motivo, é extremamente relevante realizar uma ampla pesquisa de mercado e apostar em parcerias de sucesso.

Busque por uma empresa séria e com experiência, que seja inovadora e que tenha o potencial de acompanhar o crescimento de seu negócio, isto é, que esteja presente em vários estados e adote tecnologias específicas para o setor. Tenha certeza de que esse cuidado fará toda a diferença para o seu negócio, reduzindo os problemas e inúmeras dores de cabeça no futuro.

Conforme visto ao longo do post, o gerenciamento de riscos em transporte de cargas é uma estratégia muito importante. Para que as mercadorias sejam entregues dentro do prazo e de maneira segura, é preciso tomar decisões inteligentes e apostar em ações preventivas eficientes. Por isso, não perca mais tempo e aproveite as dicas apresentadas para alcançar um transporte de excelência.

Gostou desse material e quer acompanhar de perto as novidades do setor? Siga a nossa página no Facebook, TwitterLinkedin e Youtube!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: