Como otimizar a gestão de operações de logística nas empresas?

Artigos

Como-otimizar-a-gestão-de-operações-de-logística-nas-empresas

Escrito por Ana Beatriz

Data: 08/10/2018

Seu objetivo é reduzir custos em todas as etapas da supply chain, resolver demandas de transporte, cumprir prazos, controlar e organizar as atividades do setor. Quer saber como conseguir isso? Por meio da gestão de operações de logística.

Essa prática aumenta a competitividade organizacional e assegura que o negócio se destaque perante a concorrência. Além disso, aumenta a satisfação dos clientes, pois os processos são executados com mais eficiência.

A dúvida é: como otimizar o gerenciamento das operações logísticas? Neste post vamos apontar as principais ações que podem ser implementadas e utilizadas nos meios empresarial e industrial. Assim, você pode tomar decisões mais eficientes. Então, que tal saber mais? Acompanhe!

Como é feita a gestão de operações de logística?

Os processos logísticos exigem a utilização de recursos diversos, como tempo, mão de obra e dinheiro. Ao gerenciar essas operações é possível reduzir os gastos e aumentar a lucratividade do negócio. Ao mesmo tempo, consegue-se reduzir os desperdícios de combustíveis e diminuir os gastos relativos ao armazenamento de mercadorias.

Essa ainda é uma circunstância adequada para aprimorar o desempenho empresarial e garantir a sobrevivência da organização no mercado por meio do aumento da vantagem competitiva. Se esses são os objetivos que você deseja alcançar, veja a seguir algumas práticas que ajudam a otimizar a gestão das operações logísticas!

Quais são os novos desafios logísticos?

O gerente responsável pela logística tem, diariamente, uma série de desafios à sua frente: liderar o time, garantir o fluxo da cadeia de suprimentos, montar os planos de atuação e explorar os processos são alguns deles.

Isso porque o departamento logístico já tem o título de um dos mais estratégicos nas companhias, não sendo mais visto apenas como um setor operacional que apenas gera gastos.

A logística oferece sustentação para todos os demais processos da companhia, já que vai da gestão das compras de insumos até a entrega do produto ao cliente final — e, por isso, merece atenção para que seja possível enfrentar os desafios do mercado e oferecer a melhor experiência.

A administração da cadeia de suprimentos e da cadeia de distribuição é o segredo para aumentar as taxas de sucesso da empresa e a satisfação do consumidor.

A gestão de operações de logística da empresa precisa adotar posicionamentos firmes na hora de responder às cobranças constantes do setor. Com a ajuda da tecnologia e o aperfeiçoamento constante dos profissionais do ramo, o departamento pode integrar as soluções mais modernas. Mas quais as vantagens em modernizar sua gestão?

Quais são as vantagens na gestão de operações de logística?

As estratégias de uma companhia são as ações em que ela toma frente no mercado, focada em conquistar a fidelidade de seus clientes. Apostar na boa gestão de logística como um diferencial competitivo é de grande relevância no cenário do empreendedorismo brasileiro, em que a corrida por público consumidor fica a cada dia mais acirrada.

Isso porque, diferentemente do que pensam alguns gestores, o processo de entregas representa muito mais do que o despacho da encomenda ao consumidor. Por conta disso, veja a seguir o impacto que a gestão da logística tem sobre a grande empresa! Acompanhe.

Reduz os custos

Reduzir ao máximo os custos sem perder eficiência nos processos é o objetivo dos gestores. A logística se destaca nas organizações justamente por ser um segmento com forte potencial de economia. A tecnologia é a grande aliada nesse projeto, que permite deixar os processos analógicos de lado e agilizar as ações estratégicas.

Utilizar os recursos digitais para monitorar as cargas, gerir os inventários e rastrear o pedido do momento em que sai da empresa até chegar ao consumidor final são medidas essenciais para reduzir custos e elevar a eficiência da logística.

O programa ajuda a contornar os imprevistos e gargalos, extravios ou roubos de carga, além de permitir a solução rápida de qualquer problema que surja na gestão de operações de logística.

Fideliza clientes

Quando o empreendedor faz a cadeia logística operar de acordo com o planejado e seguir o padrão de qualidade contratado pelo consumidor, a marca avança vários passos em direção à fidelização desse cliente.

A espera pela chegada de um produto comprado é sempre um período de ansiedade para o cliente. Ele espera receber suas mercadorias dentro das condições acordadas, sem avarias nem atrasos, e frustrá-lo nessa etapa pode fazê-lo desistir de fechar negócio com a empresa no futuro.

Por isso, vale acompanhar cada etapa da viagem dos pedidos até que eles alcancem o destino final, garantindo a segurança nesse trajeto e, consequentemente, conquistando o contratante de seus serviços. Fidelizar é o segredo para manter uma carteira de clientes estável, garantindo mais segurança em seu faturamento.

Integra setores da empresa

Junto da importância do setor de logística, cresce a necessidade de capacitação para o gestor e para os colaboradores desse setor. Se a equipe logística é levada a ter mais responsabilidades na estratégia empresarial, surge a necessidade de acompanhar as tendências do ramo, adotando as principais inovações.

A mão de obra busca cada vez mais capacitação para dar conta de assumir novas responsabilidades e manter a sinergia com os outros departamentos, garantindo uma otimização dos resultados de toda a empresa.

Acreditar que os setores da organização são independentes é um erro grave. A logística, por exemplo, tem grande ligação com o setor financeiro, com a gestão de estoques e demais departamentos.

Não é possível tomar ações completamente isoladas em cada setor — a recomendação é que haja um objetivo comum, ligado à cultura organizacional, e que toda a equipe direcione seus esforços para a entrega desses resultados.

Transforma o setor

Estudando e incorporando novas práticas de gestão logística, a sua organização se destaca da concorrência e assegura sua fatia de mercado. Elaborar seu próprio processo logístico facilita o trabalho e ainda chama a atenção do consumidor.

A curto prazo, novas práticas de entregas não poderão ser duplicadas por suas concorrentes com rapidez, garantindo exclusividade. A médio e longo prazo, a organização consegue definir quais as melhores estratégias a aplicar para conquistar seu consumidor.

Como fazer a gestão de operações de logística?

Como você pôde perceber, gerenciar a cadeia logística da empresa traz uma série de vantagens que deixa qualquer empreendedor tentado. Esse importante braço empresarial foi, por muito tempo, considerado apenas um gerador de custos altos, e não como um setor essencial para o funcionamento de seus processos.

Mas pense só: se sua cadeia de suprimentos não está bem gerenciada, sua empresa fica sem os insumos necessários para entregar os pedidos dos consumidores. Por consequência, suas entregas acabam defasadas e o cliente corre o risco de ficar sem seu produto ou de sofrer com longos atrasos.

Não se engane achando que basta entrar em contato com o consumidor e amigavelmente explicar as razões do atraso. Quando compramos, muitas vezes entramos em um estado de intensa ansiedade. Se a transação é do tipo B2C, o comprador deseja os produtos para uso pessoal; se é do tipo B2B, o contratante depende da mercadoria para seu próprio negócio funcionar.

Em qualquer dos dois casos, cometer atrasos ou deixar que o consumidor seja prejudicado pelos gargalos logísticos são erros graves. Por isso, listamos as melhores práticas para fazer a gestão de operações de logística na sua empresa. Confira!

Planeje com atenção

Os processos serão mais bem executados com a realização de um planejamento cuidadoso. Deve-se abranger desde o recebimento de produtos até a entrega das mercadorias aos clientes. O objetivo dessa prática é identificar os gargalos existentes nas mais diferentes etapas executadas para que esses obstáculos possam ser corrigidos. O resultado é mais eficiência e a implementação de melhorias.

Observe que o planejamento pode ser tático ou estratégico. Um exemplo bem claro está relacionado às rotas. Elas podem ser projetadas considerando:

  • meios de transporte usados, custos, vantagens e desvantagens;
  • embalagens dos produtos;
  • existência de viadutos, pedágios, quebra-molas, semáforos, tartarugas, limites de velocidade etc.;
  • habilidades e capacidades dos motoristas;
  • condições do tempo e da estrada.

Assim, essas questões também impactam a agilidade e os prazos das entregas, o que interfere na satisfação do consumidor.

Estabeleça objetivos reais

De nada adianta definir metas que não estão alinhadas com os conhecimentos de sua equipe ou para as quais a empresa não possua capital. Na hora de traçar objetivos, é importante ser otimista, mas não se perder em devaneios. Norteie seu time para onde ele realmente pode chegar.

Mapeie os processos

Essa etapa é imprescindível e está diretamente relacionada à anterior. Seu objetivo é verificar como as atividades são realizadas para identificar a eficácia dos métodos de trabalho e a possível necessidade de melhorias.

Sempre que um desperdício, falha ou etapa que não agrega valor forem identificados, você deve corrigir os erros cometidos e aplicar melhorias. Perceba que o mapeamento passa pela avaliação completa dos processos, inclusive entradas e saídas, clientes e fornecedores.

A partir disso, é preciso desenhar o fluxo de atividades e detectar visualmente o que deve ser feito para melhorar os processos logísticos.

Antecipe a demanda dos clientes

Para fazer compras de insumos certeiras e planejar estratégias com sua equipe, é preciso conhecer o perfil do seu consumidor. Mapeie os hábitos de consumo de seus clientes e saiba o quanto comprar de cada produto. Assim, você garante estoques abastecidos e evita dois erros graves.

O primeiro é não ter a mercadoria quando o cliente fizer o pedido, o que o frustra e o leva a romper o laço com sua empresa. O segundo é ter produtos em excesso, tendo prejuízo por conta de más condições de armazenamento ou por exceder os prazos de validade.

Crie um mapa para os pedidos

Essa estratégia ajuda a melhorar a logística e a distribuição, mas é preciso considerar todos os pedidos recebidos em um mês. O formato visual permite montar esquemas diferentes para a entrega de produtos mais rentáveis ou especiais e identificar clientes que fazem pedidos com valores baixos.

Esse mapa também ajuda a traçar as melhores rotas e detectar os meios de transporte mais benéficos para a operação. Afinal, mesmo que o rodoviário seja o mais utilizado, há outros modais que podem ter melhores preços e condições.

Fortaleça parcerias

Sua empresa deve ter um bom relacionamento com os fornecedores, pois são eles que garantirão a boa execução das atividades. Tenha em mente que uma falha nos processos desses parceiros representa um erro nos procedimentos que sua empresa executa.

O ideal é alinhar e integrar as informações com os fornecedores para que os problemas nas entregas sejam identificados e possam ser resolvidos rapidamente. Os sistemas informatizados também podem ser incorporados aos dos parceiros para reduzir as possibilidades de erros e automatizar os processos.

Uma possibilidade para fortalecer essas parcerias é contar com a ajuda da CargoX, empresa que usa a tecnologia para gerar valor e diferencial competitivo na área logística. Para fazer isso, ela mantém uma rede ativa com mais de 150 mil veículos de motoristas autônomos.

Por meio da tecnologia, a CargoX cruza dados de oferta e demanda e encontra o melhor motorista para cada carga, o que reduz a ociosidade da sua frota. Com isso, você alcança economia, flexibilidade e transparência no transporte, já que os métodos de rastreamento de cargas são facilitados.

Tenha organização e controle

O planejamento na sua empresa deve ser traçado para delimitar o fluxo de atividades, além das funções e responsabilidades de cada colaborador. Nesse momento, vale a pena adotar ferramentas de gestão para ter um melhor controle e monitoramento. A partir disso, o fluxo de ações pode ser potencializado e as atividades de todos os setores relacionados à logística são agilizadas.

Conte com uma equipe treinada e motivada

Os colaboradores precisam ser engajados e estarem motivados para que os processos sejam executados da maneira correta. Esteja atento à equipe, faça um bom processo de recrutamento e seleção, busque inovação, treinamento e qualificação a todo momento.

Desse modo, você consegue criar um clima organizacional melhor e estimular a integração. Seja um exemplo para os colaboradores, pense em eventos de integração e trabalhe em equipe para que todos fiquem entrosados. É importante que todos percebam que as áreas dependem umas das outras e que essa integração traz sucesso para a organização.

Implante um software logístico

Os processos logísticos e de distribuição são mais dinâmicos e fluidos com o auxílio da modernidade. As tecnologias de automação facilitam a execução das atividades operacionais e permitem que a equipe foque em tarefas estratégicas, que efetivamente agreguem valor.

Entre os sistemas que podem ser implantados estão os de rastreio e ERPs (que integram as informações corporativas), que permitem medir a performance da equipe e a eficiência das entregas. Eles ainda facilitam a identificação de pontos fortes e fracos para implementar melhorias.

Assim, fica mais fácil otimizar as operações logísticas e ter resultados positivos, que impactam as suas atividades, a satisfação dos clientes e o seu relacionamento com os fornecedores.

Você já adota alguma dessas práticas na sua empresa? Aproveite as dicas que repassamos e melhore a gestão de operações de logística do seu negócio.

Para ver outras sugestões relevantes e não perder nenhuma das nossas atualizações, siga a gente nas redes sociais. Acompanhe nossos posts no Facebook e fique de olho em nossas atualizações no Twitter! Temos ainda um perfil no LinkedIn e vários vídeos em nosso canal do YouTube!

[rock-convert-cta id=”7197″]

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: