Como aplicar o Business Strategy na gestão operacional e logística

Artigos

Como-aplicar-o-Business-Strategy-na-gestão-operacional-e-logística

Escrito por Ana Beatriz

Data: 22/09/2017

Várias ferramentas e técnicas podem ser usadas para otimizar a gestão de uma empresa — inclusive a gestão operacional e logística. Nesse sentido, o Business Strategy viabiliza que a logística possa ser usada estrategicamente de modo a favorecer seu negócio. Você já aproveita essa ideia em sua empresa?

Confira o post de hoje e veja como o Business Strategy pode ser implementado, aplicado e gerido dentro de uma organização! Boa leitura!

O conceito de Business Strategy

Literalmente, Business Strategy significa “estratégia de negócio”. Assim, o Business Strategy determina o que o gestor necessita fazer para que os objetivos empresariais possam ser alcançados.

Ele ajuda, portanto, a tomar decisões diversas, como na contratação/demissão de funcionários e na alocação de recursos. O Business Strategy assegura que não haverá conflitos entre as ações de cada setor e o que foi definido pela gestão geral da empresa.

A estratégia de negócios consiste no resumo do que a empresa deseja alcançar, melhorando a posição da organização. Ela pode ser representada por um longo planejamento definindo metas e objetivos ou por uma lista com os principais pontos que deverão ser seguidos.

O atual cenário para a logística

Para vencer a concorrência as empresas têm buscado diferenciais competitivos que sejam realmente significativos. Nesse sentido, a logística deve ser encarada como essencialmente estratégica por promover melhorias que façam a empresa destacar-se das outras.

A logística se refere à adequada gestão estratégica dos fluxos de materiais e de todas as informações relacionadas para conduzir, com segurança e eficácia, as mercadorias desde a sua origem até o seu destino.

O cenário atual de globalização, o comportamento mutável dos consumidores, a diminuição do ciclo de vida das mercadorias e a crescente redução no poder de consumo de muitas marcas levam as empresas ao desenvolvimento de novas competências. Assim elas terão melhores condições de conquistar e fidelizar clientes.

A preocupação com a otimização da logística

O gestor deve se preocupar com a logística e investir no Business Strategy por uma série de razões. Eis algumas delas, que enfocam as mudanças pelas quais a logística vem passando nos últimos tempos:

A evolução do conceito de logística

A logística transformou-se em uma disciplina com várias funções, incorporando ideias sobre marketing, finanças e planejamento — com isso, ela aumentou sua contribuição para um melhor gerenciamento empresarial. A nova logística pode atender as necessidades internas da empresa e, simultaneamente, satisfazer as necessidades dos clientes.

O aumento do escopo da logística

Pouco a pouco, a logística passou a se preocupar com outras coisas e com uma quantidade crescente de operações, destacando, mais que sua função operacional, a sua função estratégica. Por esse motivo, ela precisa ser considerada pela equipe gestora da empresa e influir em suas decisões.

A maior abrangência

Se, em princípio, a logística era somente funcional, atualmente ela integra as diferentes questões internas da organização e serve como elo entre fornecedores e clientes na cadeia de suprimentos.

O enfoque sistêmico e a orientação para processos

Tanto a visão do sistema proporcionada pela logística, quanto sua orientação para os processos favorecem uma percepção mais abrangente da empresa como um todo e da cadeia de suprimentos. Essa integração permite que os interesses e os pontos mais importantes sejam averiguados durante a tomada de decisão.

A preocupação com a organização dos fluxos

Existem dois fluxos principais: o dos materiais e o das informações. O primeiro começa com o fornecedor e encerra-se na entrega ao destinatário final, o consumidor. O segundo se inicia onde o primeiro acaba e termina onde ele começa.

É preciso sincronizar e racionalizar os fluxos de modo a obter, ao mesmo tempo, a diminuição dos estoques (que consomem recursos) e a disponibilidade contínua das mercadorias que são procuradas pelos consumidores. Dessa forma, o fluxo financeiro da empresa também é beneficiado.

A importância do Business Strategy

Na maioria das vezes, o Business Strategy é primordial para a fidelização de clientes — ação que certamente implica em menos custos que a captação de novos. Sem um planejamento bem elaborado, dificilmente será possível reter clientes na empresa.

Sem as diretrizes certas, uma empresa não saberá como atender aos seus clientes atuais — tampouco os futuros. A concorrência, então, aproveitará para ganhar mais clientes aplicando estratégias eficientes e bem direcionadas de atendimento.

O Business Strategy, como já explicamos, também favorece a correta alocação de recursos. Não importa se a empresa é muito grande: sempre haverá limitação de recursos e é preciso saber onde aplicá-los adequadamente, sem desperdícios e sem economia exagerada.

É preciso desenvolver uma estratégia eficiente e combinar recursos de diferentes naturezas para obter vantagem competitiva — a empresa pode até mesmo criar produtos e promoções convenientemente direcionados ao público consumidor.

O Business Strategy também é essencial para expandir os negócios. Os objetivos de expansão precisam ser esmiuçados para que todos os líderes, incluindo o do setor de logística, identifiquem e possam explorar oportunidades além da área comercial da empresa.

A logística e o Business Strategy

A logística contribui para desenvolver estratégias que reduzem gastos e obtêm aumento do nível de serviço ao cliente. Essas condições, isoladamente ou juntas, permitem estabelecer diferenciais competitivos e, por esse motivo, aplicar o Business Strategy na gestão operacional e logística tem sido uma solução para muitas empresas.

Diversas empresas, de grandes segmentos — como o de automóveis — e de grande abrangência — como as lojas de varejo —, trabalham a logística de forma estratégica. Nos Estados Unidos e Japão, as grandes empresas aplicam o Business Strategy na logística e se dedicam a pesquisá-lo e desenvolvê-lo.

Com os processos logísticos planejados estrategicamente, essas organizações conseguiram expandir-se para além dos limites geográficos. Ou seja, a logística estratégica foi uma peça-chave para o crescimento delas.

Os desafios e as oportunidades no Brasil

No Brasil, os gastos na área logística ainda são bem mais altos que nos países desenvolvidos: aproximadamente o dobro. Esses países têm gastos logísticos com valores que variam entre 8% e 10% do PIB anual.

A infraestrutura no Brasil ainda não é a melhor para que a logística seja abordada de forma estratégica. O modal rodoviário ainda é o mais importante para o transporte de carga — e o mais oneroso — e não há tantos profissionais qualificados.

No entanto, a verdade é que as empresas que estão usando o Business Strategy no setor logístico estão conseguindo se destacar no mercado e ocupar posições mais privilegiadas em relação às suas concorrentes. Elas estão superando obstáculos e contribuindo para transformar a realidade nacional.

E você? O que pensa sobre aproveitar o Business Strategy aplicado no seu gerenciamento logístico e operacional?

Gostou deste post? Assine a nossa newsletter e receba novidades interessantes em seu e-mail!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: