Cadeia logística: o contexto e as perspectivas para as PMEs

Artigos

cadeia logística

Escrito por Ana Beatriz

Data: 24/03/2017

Todas as empresas almejam vender mais, crescer e aumentar o faturamento, porém muitas esbarram num fator fundamental para quem busca o sucesso: as operações logísticas. Independente do tamanho do negócio, os processos serão iguais ou muito semelhantes. É preciso armazenar, separar, embarcar as mercadorias e transportá-las até o destino. O desempenho em nessas etapas da cadeia logística será determinante para que a empresa alcance suas metas e objetivos.

O BNDES apresenta anualmente as perspectivas do investimento para diversos setores, dentre eles o transporte de cargas. O estudo apresenta um cenário para 2015-2018 e aponta que a cadeia logística deve se acelerar. O crescimento populacional e até mesmo o comportamento dos consumidores nas compras via e-commerce são alguns dos fatores que devem pressionar a demanda por serviços logísticos diferenciados.  

Como fazer a gestão da cadeia logística na PME

1) Controle de gastos – Um dos principais descuidos das pequenas e médias empresas é justamente o controle das finanças, principalmente das despesas. Para vender mais e aumentar o faturamento da empresa é essencial ter um planejamento financeiro e monitorar a execução dos gastos. Este é o primeiro passo para gerir bem a cadeia logística.

2) Acordo de nível de serviço – O transporte e entrega de produtos são uma extensão da venda, portanto todos os processos da cadeia logística devem contribuir para a experiência do usuário. Desde o embarque até a entrega é primordial prezar pela qualidade dos serviços. O Acordo de Nível de Serviço, também conhecido pela sigla SLA, é uma alternativa para aprimorar os processos operacionais e assegurar a excelência.

3) Equipe qualificada – É importante que as pequenas e médias empresas propaguem desde cedo a sua cultura, propósitos e valores. Isso inclui a seleção de profissionais para atuar na cadeia logística, tanto interna ou externa. Quando a empresa opta pela terceirização da frota, também deve priorizar por fornecedores que invistam em tecnologia e qualificação constante da equipe.  

Exportação: uma oportunidade para as PMEs

A RGX Global Export Network desenvolveu um estudo sobre o segredo do sucesso das pequenas e médias empresas líderes em exportação, pois esse é um dos caminhos que garantem o aumento da demanda. Segundo a pesquisa, a participação do Brasil na exportação global gira em torno de 1%, portanto é um mercado que pode ser melhor explorado pelas MPEs. Isso porque atualmente elas já representam 43% das exportações, enquanto as médias empresas correspondem a 25%. Isso significa que as empresas que estiverem atentas para a gestão da cadeia logística pode se beneficiar.

As pequenas e médias empresas que desejaram exportar devem investir em inovação, marketing promocional, acompanhar os passos da concorrência e fazer uma boa gestão da cadeia logística. Vale ressaltar que soluções tecnológicas simplificam o gerenciamento de grandes demandas. Além disso, as PMEs também podem tirar proveito do transporte terceirizado.

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: