Avaliação de fornecedores logísticos. Como fazer?

Artigos

avaliação de fornecedores

Escrito por Ana Beatriz

Data: 10/01/2017

Crescimento das vendas, expansão do negócio e aumento do faturamento, tudo isso vem acompanhado de uma preocupação: a qualidade dos processos logísticos. A terceirização do transporte possibilita que as empresas foquem em seu segmento de atuação, seja para aprimorar os produtos ou desenvolver os processos. Mas, para assegurar boas condições nos serviços, é fundamental realizar a avaliação de fornecedores logísticos.

A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios (PEGN) publicou uma matéria sobre como criar um sistema eficiente de distribuição, na qual defendeu fortemente a terceirização do transporte de cargas. Sua verificação afirma que ao colocar os custos na ponta do lápis, o empresário percebe que fica bem mais caro manter a frota própria, principalmente devido ao custo de ociosidade.

Por outro lado, a PEGN reconhece que não é algo tão fácil encontrar uma transportadora de confiança, justificando a importância de uma apropriada avaliação de fornecedores. Você saberia dizer quais aspectos mensurar e analisar? Descubra no post de hoje como acertar nessa etapa de seu negócio.

[rock-convert-cta id=”7092″]

Os fatores que devem ser considerados na avaliação

Quando seleciona um fornecedor logístico, você não apenas se prepara para realizar um investimento financeiro — mais do que isso, você vai disponibilizar as suas cargas para outra empresa, de modo que ela possa fazer a entrega.

Por isso, é fundamental que a escolha seja feita da maneira sensata e precavida. Dentre os pontos que devem ser observados, estão:

A estrutura do fornecedor

O fornecedor tem que ter uma estrutura adequada para oferecer os serviços de entrega de acordo com as necessidades do seu negócio. Nesse momento, devem-se avaliar questões como a quantidade de veículos disponíveis, de modo que a transportadora possa absorver a sua demanda.

Também é relevante considerar o tipo dos veículos — cargas mais pesadas exigem caminhões maiores e mais robustos, por exemplo. Essa questão deve ser observada.

Outro ponto importante a ser considerado diz respeito ao uso de tecnologia. Como o processo de entregas tem que ser cada vez mais estratégico, o ideal é que o fornecedor tenha um bom aparato tecnológico.

O treinamento de motoristas

A forma como os motoristas são treinados influencia diretamente no resultado de entrega. Profissionais amplamente capacitados e que possuem conhecimentos específicos sobre segurança e transporte de carga, em geral, oferecem resultados melhores para o transporte.

Contar com bons motoristas também diminui as chances de que haja ociosidade no transporte. Há menos probabilidades de que eles sejam parados por condução inadequada, assim como os riscos de acidentes diminuem.

Dessa maneira, os atrasos na entrega são menos frequentes, assim como os possíveis danos à carga.

O ideal é que a empresa fornecedora tenha um programa estruturado para capacitar os profissionais. É necessário, ainda, que realize esforços contínuos para garantir que os melhores motoristas estejam à frente dos volantes da frota.

A segurança de contratação

Por falar em segurança, espera-se que a empresa fornecedora seja capaz de oferecer o maior nível de proteção possível para a sua organização e sua carga. Em primeiro lugar, isso vem na forma de uso de recursos como rastreamento do transporte.

Essa possibilidade traz mais controle para o seu negócio, que pode acompanhar exatamente onde estão as entregas. Isso aumenta a confiabilidade a respeito da localização das cargas, o que também melhora o planejamento.

Se o seu negócio exige o máximo de visibilidade a respeito do processo de entrega, então é indispensável que a escolhida ofereça esse tipo de rastreio.

Outra questão relevante diz respeito ao seguro de carga. Um fornecedor que oferece essa possibilidade aumenta a confiabilidade da entrega e diminui possíveis prejuízos advindos de roubos, desvios e acidentes.

Não menos importante, é recomendado que haja um acordo de prestação de serviço. Ele serve para definir quais são os parâmetros que devem ser entregues pela fornecedora, de modo a proteger ambas as partes.

Quando os fornecedores logísticos oferecem essa possibilidade e a seguem à risca, há menos chances de não conseguir os resultados inicialmente esperados.

O respeito aos prazos de entrega

Os prazos de entrega dependem, basicamente, da distância de transporte e da estrutura da fornecedora. O ideal é que a transportadora seja capaz de oferecer prazos mais curtos, de modo a diminuir o tempo de espera por parte dos clientes.

Prazos menores também são relevantes quando é necessário fazer entregas mais urgentes. Se a fornecedora é capaz de cumprir com essas datas, especialmente as mais urgentes, a sua empresa passa a ter mais flexibilidade na hora de entregar para os clientes.

A atenção com esse fator é indispensável para que não ocorram atrasos na chegada do produto ao cliente de interesse. A fornecedora tem que ser capaz de cumprir com os prazos prometidos, de modo a não atrapalhar o planejamento.

O preço do frete

Naturalmente, a questão financeira não pode ser ignorada. É importante que essa terceirização de serviços logísticos seja feita de modo a trazer benefícios para a empresa. Como um dos objetivos da contratação de fornecedores é conseguir uma redução de custos — como em relação à frota própria —, esse valor deve ser levado em conta.

Em geral, o preço do frete depende de fatores como:

  • volume de entregas;
  • distância a ser percorrida;
  • recursos que serão utilizados e
  • nível de qualidade esperado.

Caso seja necessário ter uma entrega altamente flexível e urgente, é provável que seu valor seja mais elevado do que uma entrega com prazo maior, por exemplo. Com isso, não dá para escolher o fornecedor considerando apenas o preço.

O ideal é pensar em todos os benefícios que ele traz, assim como qual é a estrutura oferecida e quais resultados podem ser conquistados.

A experiência de mercado

A experiência de mercado diz muito a respeito de um fornecedor logístico. Quanto mais experiência um negócio possui em fornecer etapas de qualidade, maiores são as chances de que o seu próprio empreendimento se beneficie dessa parceria.

Essa avaliação, portanto, é indispensável na hora de escolher com quem firmar parceria. Empresas que têm mais experiência são mais robustas e tendem a possuir uma estrutura melhor. Além de tudo, têm processos mais estruturados e preparados para atender às suas necessidades.

Embora esse fator não precise ser o mais importante a ser considerado, ele é uma relevante questão de desempate, por exemplo. Entre fornecedores equivalentes, vale mais a pena escolher aquele com mais experiência de mercado, já que a sua satisfação provavelmente será maior.

A satisfação de outros clientes

E por falar em satisfação, é muito relevante levar em consideração a opinião de outros clientes a respeito dos serviços prestados. Entender o que ex-clientes pensam sobre a empresa traz mais segurança, evitando que sejam cometidos erros na escolha.

Se um determinado fornecedor tem uma excelente reputação no mercado e boas referências da indústria, então há mais chances de a sua empresa obter bons resultados. Por outro lado, caso haja muitas reclamações, é necessário considerar ir em busca de outras opções, já que o melhor é não se arriscar.

Se for possível, compreenda a opinião de outros clientes que tenham características semelhantes à sua, como as que atuam no mesmo setor de mercado. Isso traz ainda mais assertividade para o processo de decisão, de modo a evitar o desperdício de recursos.

O alinhamento com as suas expectativas

O fornecedor logístico não pode correr por fora do negócio. Ele não deve, por exemplo, agir de maneira a não levar em consideração quais são os objetivos estratégicos e quais são as suas necessidades.

Por isso, é recomendado avaliar qual é o alinhamento da atuação às expectativas da sua empresa. Um fornecedor disposto a conhecer processos e se integrar de maneira estratégica, em geral, oferece resultados melhores.

Nessa questão, também vale a pena escolher fornecedores que complementem as forças e fraquezas do seu negócio. Se a logística tem dificuldades em garantir entregas no prazo, por exemplo, o ideal é que o escolhido seja capaz de cumprir prazos com absoluta precisão.

Já se o seu empreendimento tem como missão o ótimo e diferenciado atendimento ao cliente, então o contratado precisa compreender a importância de se alinhar a isso. Somente dessa forma será possível criar uma experiência sem costuras, de modo a maximizar a satisfação dos consumidores.

Essa é uma forma de garantir que o seu empreendimento se beneficie ainda mais da logística, que passa a funcionar de maneira ainda mais estratégica.

Custo x benefício na avaliação de fornecedores

Já citamos aqui no blog que a qualidade do transporte de cargas está diretamente ligada ao custo. Afinal, a composição do preço será feita com base nas necessidades do embarcador: origem, destino, tipo de caminhão, prazo para a entrega etc. Portanto, ao traçar um comparativo entre o custo dos processos logísticos e os benefícios oferecidos, fica fácil identificar o motivo de alguns preços abaixo do comum. Então, considere analisar essas questões em sua avaliação de fornecedores.

Existem transportadoras que não fazem averbação do frete, a carga não é segurada ou não recolhem os impostos corretamente, isso sem citar a manutenção da frota.

Por outro lado, as transportadoras que prestam serviços de alta qualidade oferecem treinamento para a equipe e caminhoneiros, usam a tecnologia para que o embarcador acompanhe a carga, possuem acordo de nível de serviço e mantêm a frota conservada e com todas as revisões em dia. A avaliação de fornecedores deve levar em conta todos esses fatores, pois só assim o empreendedor será mais capaz de reconhecer as melhores oportunidades.

Segurança e garantia na avaliação de fornecedores

Oferecer segurança ao embarcador é uma questão primordial, mas não é uma tarefa simples. Para que não seja apenas uma promessa, a avaliação de fornecedores deve verificar se a transportadora promove ações de sensibilização entre os motoristas.

É fundamental que esses profissionais saibam como evitar fraudes, roubos e entendam a importância de seguir o plano de viagem. Com o uso da tecnologia ficou mais fácil proteger a carga e oferecer garantia ao embarcador.

Mesmo assim, vale lembrar que é o acordo de nível de serviço que resguarda os direitos do embarcador, tanto em relação à segurança, quanto aos prazos de entrega e alcance de metas.

Os motivos para fazer uma boa pesquisa

Esse processo de avaliação não é tão simples, já que você tem que levar em consideração uma série de questões. Contudo, ele é indispensável para que toda a empresa se beneficie da contratação do fornecedor.

Em primeiro lugar, a escolha incorreta dos fornecedores vai aumentar os custos. Como a empresa não vai entregar aquilo que é desejado, será necessário recorrer a outro fornecedor. Com a realização de um novo contrato, os custos se tornam mais elevados do que foi inicialmente planejado.

A avaliação incorreta mexe diretamente com a satisfação do cliente final. Se a gestão contrata uma transportadora de baixa qualidade, a carga poderá chegar danificada, atrasada ou mesmo não chegar.

Como o cliente final não vai considerar o que foi feito pela sua empresa e o que é responsabilidade da fornecedora, a tendência é que o seu negócio saia prejudicado. Os danos à marca geram problemas de posicionamento e satisfação e podem até mesmo causar a perda de clientes.

A seleção inadequada ainda causa grande perda de competitividade. Ao se apoiar em um fornecedor que não atende bem as demandas, a sua empresa abre espaço para que os concorrentes ofereçam um serviço melhor e diferenciado. Isso vai diminuir a reputação e a consideração do mercado por seu empreendimento, levando-o a ter mais dificuldades para desenvolver seu negócio.

Não menos importante, ao não fazer essa avaliação você perde níveis de controle logístico. Sem saber, de antemão, qual é a estrutura da empresa fornecedora, você não poderá desenhar processos ou fazer planejamentos específicos.

Além de atrasar toda a gestão, ainda prejudica a tomada de decisão e deixa um ponto tão estratégico fora das mãos do seu gerenciamento.

A avaliação de fornecedores logísticos evita desperdícios e retrabalhos, colaborando para os resultados do negócio. Para fazê-la é necessário levar em consideração fatores como segurança, estrutura e custo-benefício. Somente assim será possível fazer a seleção adequada e que trará resultados estratégicos para o empreendimento.

Não perca mais nenhuma chance de melhorar a logística do seu negócio! Baixe agora nosso checklist do fornecedor logístico.

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: