9 dicas para você reduzir seus custos operacionais

Artigos

9-dicas-para-você-reduzir-seus-custos-operacionais

Escrito por Ana Beatriz

Data: 10/07/2017

Nada dá mais dor de cabeça na rotina de um gerente de logística do que a pressão pela redução de custos operacionais, para manter ou até melhorar a eficiência atual.

Muitas vezes, parece impossível otimizar um modelo de gestão, principalmente pela complexidade dos processos envolvidos. Entretanto, isso pode ser alcançado com um bom planejamento e concentrando seus esforços e os da sua equipe no lugar certo.

Para ajudar você a atingir esse objetivo e desenvolver essa nova postura de redução e eficiência, preparamos estas 9 dicas para que você possa conseguir a redução de custos operacionais. Confira:

1. Faça um levantamento prévio para a redução de custos operacionais

Nenhuma atitude pode ser tomada dentro de uma empresa sem começar por um planejamento adequado. Devido à complexidade de uma operação logística — com tantas variáveis e pequenas peças que devem ser levadas em conta —, a execução de pequenas ações não planejadas, sem foco no resultado geral, pode criar mais problemas do que soluções.

Por exemplo, não adianta investir em automação no estoque se há um gargalo no transporte. Portanto, antes de partir para a execução, faça um levantamento de todos os custos e processos envolvidos na logística da sua empresa.

É desse levantamento que surgirão as oportunidades de cortar gastos e otimizar a produtividade. Com uma visão geral clara do seu negócio, fica mais fácil ajustar as pequenas partes, para funcionarem melhor como um todo.

[rock-convert-cta id=”7189″]

2. Centralize o controle logístico

Esse momento de planejamento é perfeito para centralizar processos e o controle de equipamentos em um ambiente unificado.

Sistemas de gestão são ideais para garantir o pleno funcionamento de atividades complexas como a logística. Eles podem centralizar:

  • a análise de eficiência;
  • os custos de operação;
  • o gerenciamento de funcionários;
  • o controle de estoque.

Com todas essas informações em um só lugar, o gerente tem a capacidade de enxergar o processo completo com mais facilidade e fazer alterações necessárias sem comprometer setores adjacentes.

3. Identifique e combata o desperdício

O desperdício é um dos maiores vilões do custo de logística, principalmente no Brasil, onde as rotas de transporte, na maioria das vezes, não oferecem condições adequadas para trafegar.

Tentar minimizar a perda e avaria de carga é uma forma de reduzir custos sem cortar produção, assim como um redesenho de processos produtivos para otimizar o uso de materiais.

Mas o desperdício não é apenas no manuseio da mercadoria; ele também ocorre no uso de recursos pelos profissionais dentro da empresa. Campanhas de endomarketing que incentivem a economia de luz, água e material de escritório são formas bem eficientes de cortar custos sem muito esforço.

4. Gire o estoque com mais rapidez

Será que sua empresa não pode manter a mesma capacidade produtiva e de venda com um estoque menor?

Além de ocupar espaço e gerar custo com manutenção, pessoal e segurança, diminuir o tamanho do estoque dá mais capital de giro para a empresa — o que resulta em mais poder de negociação com fornecedores e maior flexibilidade para enfrentar mercados em crise.

5. Invista em treinamento

O treinamento de pessoal, muitas vezes, é visto por gerentes como um gasto muito grande para um ganho subjetivo. Mas a verdade é que, na logística, nada é mais objetivo do que os benefícios trazidos por uma equipe bem treinada e atualizada.

A eficiência de processos logísticos está diretamente ligada à produtividade de seus funcionários e sua capacidade de operar todo o sistema.

Profissionais motivados assimilam melhor novas tecnologias de controle e precisam de menos esforço para realizar as mesmas tarefas. Além disso, eles se tornam proativos, buscando, por si próprios, novas formas de reduzir custos operacionais sem comprometer a produtividade.

6. Renove sua infraestrutura

Não são apenas os funcionários que precisam estar atualizados; sua estrutura física também deve acompanhar o mercado. O maquinário específico para processos logísticos surge trazendo novas formas de otimizar o trabalho, então é bom ficar de olho.

Isso sem contar que um maquinário renovado é mais seguro e exige menos manutenção, sendo uma grande economia em potencial para o futuro.

7. Automatize a conferência de produtos

A conferência manual de produtos está sendo deixada de lado no mundo todo por ser fonte de muitos erros de checagem, gargalos produtivos e um gasto de tempo da equipe que poderia ser melhor utilizado em outras funções.

O investimento em conferência por códigos de barras e RFID é a saída perfeita para reduzir custos diretos de produção, indiretos em estratégia e ainda garantir um melhor controle de estoque.

8. Crie rotas e rotinas otimizadas de entrega

O fim da cadeia logística de uma empresa frequentemente é o grande gargalo e a maior fonte de desperdícios dentro de todo o processo operacional.

Se você pretende manter dentro da sua empresa o controle do transporte de mercadorias, utilize o mesmo planejamento da primeira dica para identificar problemas com rotinas de entrega.

Tente elaborar, junto à sua equipe, rotas e horários otimizados para entregar o máximo de carga com o mínimo de tempo e distância. Dez metros e dez minutos que são economizados do transporte a cada dia já podem representar uma grande economia no fim do ano.

9. Terceirize o transporte

Mas se a logística da sua empresa já é complexa o suficiente, não há por que gastar tempo e recurso planejando e operando o transporte de carga.

A terceirização desse serviço é um trunfo que muitos gerentes de logística vêm usando para desafogar sua equipe e deixar nas mãos de um serviço especializado o cálculo das melhores rotas e rotinas de entrega.

O investimento parece sempre um gasto a mais, mas pode se transformar em uma economia gigante se o tempo ganho for investido em inovação operacional e produtividade dentro da empresa.

A redução de custos operacionais deve ser um dos principais objetivos de qualquer gerente de logística, mas não do tipo que cause dor de cabeça diariamente. Essa é uma oportunidade para crescer profissionalmente e buscar soluções inovadoras para problemas antigos.

Se você gostou das dicas, baixe o nosso infográfico!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Compartilhe: