Imagem relacionada ao texto
Ferramentas e tecnologia

4PL: saiba mais sobre essa tendência no mercado de logística

A gestão da cadeia de suprimentos envolve o controle sobre os fluxos de produtos, serviços e da informação associada a eles considerando dois elementos importantes: os fornecedores e os clientes — que podem ser finais ou intermediários.

A correta gestão da cadeia de suprimentos exige muito do operador logístico e do gestor da cadeia de suprimentos, os quais precisam estar preparados para os desafios encontrados em um mercado competitivo e um cenário econômico instável.

Para entender um pouco mais sobre essa nova tendência no mercado de logística, que é o 4PL, continue a leitura desse material que separamos para você!

O que é 4PL

É uma abreviatura de origem inglesa muito aplicada no mundo logístico. O L é a inicial de logística (em inglês, logistics), enquanto o P é a inicial para posição (position), já o algarismo indica em qual posição se encontra o membro de cada grupo. Existem outras siglas que também estão relacionadas a esse nicho, que são o 1PL, 2PL e 3PL representam o fornecedor, o comprador e o operador de logística, respectivamente.

O 4PL, quarto grupo, representa o gestor da cadeia de suprimentos, cuja responsabilidade é gerenciar o fornecimento ao cliente, sempre considerando a integração entre os diversos recursos das demais organizações. Sua função básica envolve muitas ações, como monitorar todos os processos, mantendo contato com todos os outros membros da cadeia produtiva.

Ele, portanto, tem uma grande responsabilidade, pois é quem deve assegurar que a encomenda chegue ao destino final no prazo combinado e sem custos extras.

As diferenças entre 3PL e 4PL

As empresas que terceirizam os serviços de operações logísticas referentes ao 3PL envolvem transporte, armazenamento de produtos, agenciamento alfandegário, entre outros. Isso faz com que muitas pessoas se confundam com os trabalhos terceirizados do grupo 4PL.

A diferença básica entre o operador logístico e o gestor da cadeia de suprimentos é que o primeiro desempenha atividades mais específicas enquanto o outro atua em um campo mais abrangente, desenvolvendo atividades integradas e apelando com frequência para as novas tecnologias — às vezes, dispensando até a gestão de veículos e armazéns, que são ativos tradicionais.

O trabalho de um gestor da cadeia de suprimentos (que, em inglês, é chamado Supply Chain) deve ser articulado com o do operador logístico, oferecendo soluções para as tarefas gerais da cadeia de abastecimento.

Eles atuam, ainda, como interface entre diferentes operadores logísticos e um cliente, assinando contratos de longo prazo ou por meio de joint ventures (união de duas ou mais empresas que pretendem efetuar uma atividade econômica comum).

As vantagens do 4PL para a empresa

Entre as vantagens de contratar os serviços de um gestor da cadeia de suprimentos estão: agregação de valor à organização; identificação e correção de falhas, das simples até as mais graves; prevenção contra desvios e gastos a mais (armazenagem, demurrage e assim por diante); cumprimento dos prazos combinados sem que ocorra prejuízo a nenhuma das partes; multiconhecimentos e geração de parcerias.

A gestão da cadeia de suprimentos exigiu que profissionais de outras áreas de conhecimento também atuassem na logística empresarial. Entre essas áreas estão a Economia e a Legislação Tributária (Direito). Dessa maneira, um gestor do setor possui um cabedal de entendimento mais amplo, que poderá ser útil à organização em diferentes situações.

A agregação de mais valor à empresa pode ser compreendida quando se percebe que as empresas aumentaram sua oferta de serviços e produtos. A Intralogística atua no setor de movimentação interna e armazenamento, permitindo que técnicas modernas sejam aplicadas nessa movimentação, na gestão de transporte e na Logística Reversa. Dessa forma, muitas operações são implementadas, como: coleta, transferência, consolidação, distribuição, entrega e cross-docking.

A geração de parcerias como vantagem proporcionada pelo 4PL pode ser verificada, por exemplo, na necessidade de trabalhar com diferentes prestadores de serviços para que as transportadoras que estão em fase de transição operem com seus clientes, que passam a ser identificados como nichos de mercado.

As parcerias são, para qualquer organização, uma forma estratégica de reduzir custos, por meio de compras antecipadas e com desconto, entrega de insumos no tempo certo, compartilhamento de problemas com outras empresas e recursos de investidores.

As qualidades de um bom provedor 4PL

Antes de contratar um provedor 4PL para gerenciar a cadeia de suprimentos de sua empresa, convém considerar alguns critérios como:

  • os ativos que o provedor tem (armazéns, frota de veículos e outros);
  • o uso que ele faz de seus ativos no relacionamento com o cliente;
  • os métodos que aplica para otimizar a Supply Chain (será que são mesmo eficazes?);
  • o nível de conhecimento;
  • o potencial financeiro (deve ser suficiente para assumir seus compromissos);
  • a flexibilidade necessária para oferecer a solução mais viável para cada caso;
  • a capacidade de atuar conjuntamente com o cliente e procurar sempre processos mais dinâmicos e melhores;
  • a aplicação do modelo World Class Logistics, que procura destacar as competências e mensurar o desempenho dos processos logísticos.

A importância do 4PL para uma empresa

A função de 3PL já é uma prática habitual, principalmente, para as atividades físicas. Já os serviços de gestão de cadeia de suprimentos estão em evolução, mas, também, estão se tornando uma tendência no mercado e oferecendo novas oportunidades para os profissionais do setor logístico.

Os gestores da cadeia de suprimento oferecem soluções integradas envolvendo gestão da informação e servindo de ponte entre clientes e operadores logísticos. Essa é uma vantagem para os que precisam de contrato somente com uma organização.

O 4PL é, em suma, o integrador que unifica os recursos, a tecnologia e as capacidades das outras organizações 3PL e até 2PL com o objetivo de gerar e administrar uma Supply Chain mais eficiente. O mercado moderno exige solidariedade entre os provedores de logística, com a finalidade de que sejam implementadas soluções mistas e os custos sejam reduzidos ao máximo. Além disso, o mercado atual também requer um tempo rápido de resposta aos pedidos e melhoria do serviço ao cliente.

O desenvolvimento da TI, incluindo as ferramentas de comunicação e, especialmente, do comércio eletrônico, está contribuindo para a formação de um nicho novo no mercado para profissionais logísticos que atuam na gestão da informação e se responsabilizam pela entrega dentro dos prazos acordados — ainda que o destino seja um lugar mais isolado e de difícil acesso.

O uso contínuo da internet na logística (e-logistics) já favoreceu o aparecimento de um novo conceito, de um novo membro na posição logística: o 5PL, que se responsabiliza por oferecer soluções globais fundamentadas na ligação em rede entre provedores e usuários de serviços de logística, envolvendo a transmissão de conhecimento e o compartilhamento de benefícios e riscos.

Qual a sua opinião sobre 4PL? Já aplica esse conceito em sua gestão? Pensa em terceirizar os serviços de gestão da cadeia de suprimentos? Deixe seu comentário sobre esses e outros assuntos!

FAÇA UMA COTAÇÃO COM A CARGOX

Artigos relacionados

Mais
internet das coisas na logística

Internet das coisas na logística: veja como ela impulsiona o setor

A internet das coisas na logística é mais um dos resultados da evolução da indústria. Para ser mais preciso, esse […]

Categoria: Ferramentas e tecnologia
Mais
Imagem relacionada ao texto

Como utilizar aplicativos para realizar um bom controle de cargas?

A tecnologia já é uma realidade muito forte para as empresas que precisam de processos logísticos eficientes, agilizando e otimizando […]

Categoria: Ferramentas e tecnologia
Mais
ferramentas de logística

4 ferramentas de logística para ajudar a otimizar processos

A chamada “Era digital“, repleta de informações em tempo real, permite que as empresas estejam cientes das necessidades do consumidor […]

Categoria: Ferramentas e tecnologia
Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também

Estamos ajudando milhares de profissionais de transporte com nossos conteúdos. Inscreva-se também