Antes considerada uma área apenas operacional, responsável por muitos custos na empresa, a logística passou por transformações e, hoje, é parte fundamental do planejamento da empresa. O profissional da área também passou a ter um novo perfil, com características e habilidades que vão além do conhecimento técnico.

Encontrar um bom profissional — nos mais diferentes segmentos — tem sido um desafio cada vez maior. No segmento de logística, há um agravante: a escassez de mão de obra qualificada. Isso porque a velocidade em que novos desafios surgem no mercado traz novas exigências a esse profissional constantemente.

É essencial, portanto, que o profissional busque a atualização em logística. Essa tendência contínua de evolução, e principalmente de horizontalização da forma de trabalho, requer que o profissional seja cada vez mais dinâmico e orientado ao desenvolvimento nas diferentes áreas do segmento.

Ele deve entender as técnicas de armazenamento, distribuição e transporte, bem como ter uma visão integrada e colaborativa de todo o processo. Existem algumas habilidades essenciais que podem tornar esse profissional mais eficiente e capaz de se desenvolver continuamente. Confira, a seguir, quais são elas!

1. Conhecimento teórico e prático

O conhecimento prático para o profissional de logística é importante, mas a capacitação e o embasamento teórico — conseguido nos bancos escolares — ajudam o profissional a executar melhor as suas atividades. Afinal, isso dá a ele mais condições de solucionar problemas e ajudar na melhoria constante dos processos.

2. Liderança

O líder é indispensável: é ele que consegue extrair o melhor da equipe e que está sempre pronto para resolver o inesperado de forma eficaz. Trata-se de uma capacidade inata, mas que pode ser desenvolvida: e desenvolvê-la ou aprimorá-la é um fator decisivo para a progressão vertical de uma carreira em logística.

3. Raciocínio lógico

Ter familiaridade com números, planilhas, pesquisas e dados estatísticos é bastante útil em logística. Essas habilidades, que constituem o raciocínio lógico, são um grande auxílio nas tomadas de decisões estratégicas mais precisas e qualificadas sob pressão.

4. Flexibilidade

Há uma década, o profissional de logística desempenhava suas funções em áreas específicas, como armazenamento, distribuição ou transporte. Atualmente, porém, é importante que ele busque capacitação em novas competências e aprofunde seus conhecimentos.

5. Tecnologia

Conhecer ferramentas como Enterprise Resource Planning (ERP), Warehouse Management System (WMS) e Transport Management System (TMS) é essencial para esse profissional. Afinal, essas soluções tecnológicas o ajudam a fazer um bom trabalho.

6. Relacionamento

O profissional de logística interage com colaboradores de diferentes setores da organização. Por esse motivo, é essencial que ele esteja apto para o trabalho em equipe e que tenha habilidade nas relações interpessoais. Assim, ficará mais fácil lidar com necessidades, deveres e solução de conflitos.

7. Capacidade de adaptação

O ambiente da logística é bastante dinâmico: o serviço deve ser entregue no prazo determinado e com resultados que tragam lucro para a organização. Isso deve ser sempre o foco, independentemente das dificuldades envolvidas, e é fundamental que o profissional se adapte rapidamente a essas condições.

8. Planejamento

O profissional de logística deve ser capaz de planejar seu trabalho usando como base os processos de cada setor envolvido na cadeia cliente-fornecedor. Assim, ele será capaz de lidar com os desafios e, por meio de suas habilidades, resolvê-los com precisão.

9. Capacidade de trabalhar sob pressão

A logística é muito dinâmica e, em geral, requer respostas rápidas para as questões cotidianas da companhia. Por esse motivo, muitas vezes, a pressão por resultados e pela urgência de determinadas situações é grande — e o profissional deve ser capaz de manter a produtividade mesmo nesse cenário.

10. Visão estratégica

Um bom estrategista sabe avaliar os pontos positivos e negativos tanto do seu próprio negócio quanto do dos concorrentes. Isso é essencial para ele seja capaz de elaborar estratégias que olhem além dos problemas atuais e que criem e harmonizem soluções para o trabalho em equipe.

11. Fluência em inglês

A fluência em inglês — pelo menos em nível instrumental, para conseguir ler material impresso relacionado à área — é cada vez mais importante para o profissional de logística. Além disso, em muitos casos, a comunicação entre clientes e fornecedores pode ocorrer nesse idioma.

12. Visão global

O profissional de logística deve ser capaz de operar no mercado internacional: ou seja, precisa adaptar-se a diferentes culturas para compreender os riscos envolvidos e o impacto nos negócios. Isso porque, se a cadeia de suprimentos em que ele atua ainda não é global, existe chance de que se torne em breve.

É essencial, portanto, que ele tenha pelo menos conhecimento básico da cadeia de suprimentos da logística global. Assim, será capaz de contribuir para otimizar os fluxos de importação e exportação, bem como lidar com diferentes aspectos legais.

13. Dinamismo

No setor de logística, os dias nunca são iguais. Em geral, não se limitam a rotinas com listas fixas de afazeres. Diariamente, é preciso enfrentar situações inesperadas e imprevistos. O dinamismo é, então, uma característica importante para o profissional da área.

Esse dinamismo permite que ele consiga iniciar outras tarefas antes mesmo de finalizar as que estão em andamento — bem como que possa, ao mesmo tempo, fazer a gestão e o acompanhamento de cada uma delas.

14. Habilidade de comunicação

Comunicação é a chave na área de logística: é essencial que ela flua constantemente. Para isso, o contato com outras áreas, fornecedores e parceiros deve ser contínuo. O profissional deve, então, ser capaz de transmitir ideias de forma clara, objetiva e facilmente compreensível.

15. Proatividade

O desenvolvimento da logística e o aumento de sua importância na participação nos resultados da empresa é cada vez maior. Por esse motivo, a proatividade é uma característica muito relevante para o profissional da área: ele precisa ser capaz de se antecipar a problemas e desenvolver suas atividades sem supervisão.

Além disso, é importante que ele compreenda a rotina de outras áreas e como elas interferem em suas atividades. Assim, não precisa esperar que as demandas surjam e pode se antecipar a elas com soluções, sugestões e inovações.

Em resumo, o profissional de logística precisa ter capacidades de organização, negociação e comunicação. E mais: é crucial que ele tenha ampla visão dos processos para que seja capaz de buscar a redução de custos e a otimização de processos enquanto mantém a atenção a metas e prazos estipulados.

Quanto mais dessas habilidades e conhecimentos o profissional tiver, mais valorizado e disputado ele será pelo mercado. Por isso, é importante que o profissional busque a atualização em logística: isso pode se traduzir em ganhos financeiros bastante elevados.

Você se sente preparado para enfrentar o mercado como profissional da área? Compartilhe este post nas suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a ele.